Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

700 médicos cubanos fugiram da Venezuela em 2014

Fonte: Revista Catolicismo, Nº 770 (Fevereiro/2015)

Agencia Boa Imprensa

A ditadura, a crise econômica e a insegurança na Venezuela foram determinantes para que médicos cubanos abandonassem seu trabalho (escravo) e fugissem para os EUA. As fugas duplicaram no último ano, atingindo o número de 700. Segundo Solidariedade Sem Fronteiras (SSF), de Miami, do total de cinco mil pessoas acolhidas por ela, 2.637 são médicos que fugiram do estado de escravidão cubana. Falando em nome da SSF, Júlio César Alfonso disse que em nenhum lugar a situação é tão ruim como na Venezuela: “Nos últimos anos, quase 70 deles morreram na Venezuela. E a deserção vem crescendo também em países como Bolívia, Nicarágua e alguns da África”. Ficamos aguardando melhores informações sobre o Brasil…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *