“A entrada do inferno”, no mais profundo poço já cavado

Numa estação científica soviética abandonada, perto do Círculo Polar Ártico, existe uma pesada tampa lacrada, considerada por muitos como a porta de entrada do inferno. O poço super-profundo de Kola desce até 12,2 km, e moradores locais afirmam que nele se ouvem gritos das almas no inferno. No Youtube relata-se, e também se desmente, que geólogos soviéticos gravaram “berros e lamentações, parecidos com gritos dos precitos no inferno”. Tais interpretações fantasiosas revelam o quanto está encravado no espírito humano a percepção de que o inferno realmente existe; e para muitos ele está no mais profundo da Terra.