Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

A frincha do Sínodo

Mathias von Gersdorff (*)

Mathias von GersdorffRoma, 14 de outubro de 2015 – Não deram resultados os esforços dos progressistas na tentativa de evitar uma cisão dos opostos: na segunda semana do Sínodo da Família no Vaticano (de 5 a 25 de outubro), a frincha entre os Padres Sinodais parece insuperável.

Os membros da ala liberal não podem mais tornar crível que seu interesse se cingia apenas à pastoral de problemas como o dos divorciados recasados ou de pessoas com tendências homossexuais. Praticamente ninguém mais crê que eles não queriam mudanças na doutrina da Igreja a respeito do matrimonio e da sexualidade.

Sobretudo o processo de redação e a composição do comitê responsável pelo relatório final fizeram soar o alarme para muitos cardeais: o comitê é composto em sua maioria de prelados não apenas tidos como liberais, mas que expressaram pública e indubitavelmente suas posições sobre a homossexualidade etc.

Isso é especialmente problemático no atual Sínodo, pois no seu término haverá apenas um documento escrito, o Relatório Final. Este será apresentado ao plenário no dia 24 de outubro – um dia antes do encerramento – para ser votado. O comitê de redação é inteiramente livre em seu trabalho e não haverá tempo para grandes modificações no texto.

A carta de diversos cardeais sob a direção de Dom George Pell, dirigida ao Papa Francisco, chamou a atenção para essa circunstância. A publicação dessa carta de caráter privado (o cardeal Müller falou de um novo caso de Vatileaks) produziu nos últimos dias uma verdadeira onda de acusações e desconfianças.

O diário “Avvenire”, sempre preocupado em adotar um tom moderado, escreveu no dia 13 de outubro: “Torna-se cada dia mais claro que existem duas tendências” [na aula sinodal].

Porém, jornais de orientação esquerdista chegaram mesmo a atacar os conservadores e acusá-los de estar fazendo um complô com segundas intenções contra o Papa Francisco. O “Corriere della Sera” fala até de uma “Internacional Tradicionalista” formada contra o Papa Francisco, com o objetivo de forçá-lo a renunciar!

O caos atual tem um ponto de partida claro: o discurso do cardeal Kasper perante o Consistório no inicio de 2014.

Com sua proposta de distribuir, mediante certas condições, a comunhão para divorciados recasados, ele abriu literalmente a caixa de Pandora. Desde então ameaçam penetrar na Igreja todas as máximas da revolução sexual estilo revolução de 1968. Prelados da ala liberal sentem-se livres para exprimir o que lhes vem na cabeça, sem se preocuparem quão gravemente contradizem o ensinamento da Igreja.

É difícil imaginar que essa caixa de Pandora volte a fechar-se sem que antes haja um estouro.

_______

Mathias von Gersdorff(*) Mathias von Gersdorff, membro da TFP alemã, publicista de renome na Alemanha, é colaborador da Agência Boa Imprensa (ABIM). 

______________

Tradução do original alemão por Renato Vasconcelos

 

2 comentários para A frincha do Sínodo

  1. Mario Hecksher Responder

    16 de outubro de 2015 à 12:43

    Não é de hoje que me estudo o que está acontecendo na Igreja Católica.
    Lamentavelmente, era possível prever que o Sínodo se tornaria uma porta aberta para os “liberais” (seriam mesmo liberais?) expressarem suas opiniões contrárias à Doutrina da Igreja, tentando destruí-la.

  2. Ely Maria Responder

    17 de outubro de 2015 à 2:33

    Para os liberais seria ótimos que os mesmos saissem da Igreja Católica pois estão profanando a Bíblia Sagrada e contrariando tudo o que é ética e moral. Não precisamos de Cardeais que atentam e vilependiam tudo o que foi deixado para a sociedade cristã. Sugiro que estes criem seitas assim como a que foi criada por Martinho Lutero que rasgou e excluiu 07 ( sete) Livros nos quais o próprio Jesus estudou. Não podemos aceitar as matérias colocadas à apreciação no que diz respeito a homosexualidade e casamento de segunda união pois contraria Marcos 10 (1-10) e também os prazeres mundanos contrários à natureza criada por Deus, pois este criou os cromossomos da mulher e do homem. O que é além disso é verdade humana. É aberração advinda de Sodoma. Senhores Cardeais os Senhores foram ordenados para aplicar os mandamentos de Deus e não os mandamentos terreno porque aqui no Brasil a justiça já fez casamento de 03 mulheres- poligamia porque a lei humana permite tudo a iniciar de Moisés que admitiu o divórcio pela dureza dos corações. Será que a maioria dos Cardeais estão preferindo a legislação humana do que a deixada por Deus. Lembrem-se apenas de que quando de suas Ordenações, vocês deixaram as coisas do mundo vindo a deitar-se sobre o chão e levantaram como Sacerdotes de Melquisedeque, e assim não sejam desobedientes à JESUS.Na lei mandana permite-se tudo, mas na Lei Divina protege o bem maior- família, a ética e a moral católica.Agindo favoravelmente, estão traindo à DEUS e a JESUS a exemplo de Judas Escariostes, Peço desculpas por esse escrito, mas é verdade o que escrevi. Não traiam o Papa Francisco que é o Representante de JESUS aqui na terra.

Deixe uma resposta para Ely Maria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *