Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

A UM PASSO DA ETERNIDADE — Em prosa e verso

Jacinto Flecha

Jacinto cronicas

CéuWinston Churchill gostava de pintar, e o fazia nos seus tempos livres como forma de descanso. Perguntado sobre o que pretendia fazer durante a eternidade, respondeu que o seu primeiro milhão de anos ele passaria pintando.

Outro estadista europeu do mesmo período foi também pintor, e suponho que não tenha se dedicado à arte enquanto conduzia o mundo a uma guerra devastadora. Não me consta que Hitler tenha dito algo sobre o que faria durante a eternidade, mas temo que sua vida terrena não tenha merecido para a vida eterna o descanso que, para Churchill, significaria pintar lá os seus quadros.

É muito natural que as pessoas passem algum tempo da vida presente pensando sobre o tipo de vida que lhes será concedido após a morte. Resolvi então fazer uma rápida pesquisa – muito longe de exaustiva ou completa – do que algumas pessoas pensaram e escreveram sobre a eternidade. Excluídas outras alternativas, por motivos vários, limitei-me na poesia às trovas; e às frases sintéticas na prosa. Sem a pretensão de ter esgotado o assunto, intercalei e apresento abaixo o que encontrei.

Da vida não choro as quedas / Pois no tempo que se evade /
Minhas horas são moedas / Com que eu compro a eternidade.

• O que fazemos em vida ecoa pela eternidade.

▪ Neste mundo se padece / Mas nós temos luz eterna /
Pois quando a estrada escurece / Deus recarrega a lanterna.

• Este mundo é para trabalhar e combater, a eternidade é para descansar.

▪ O tempo tem seus deslizes / Pois pára quando sofremos /
Porém se estamos felizes / Passa voando e não vemos.

• O tempo é a imagem móvel da eternidade imóvel.

• A eternidade é um relógio sem ponteiros.

▪ Tempo é moinho rangendo / Aos ventos da eternidade /
Trigais de sonhos moendo / Para o meu pão de saudade.

• Tudo o que nasce deve morrer, passando pela natureza em direção à eternidade.

• Diante da eternidade, as montanhas são tão passageiras quanto as nuvens.

▪ Meu coração é um menino / Que domando o tempo e a idade /
Monta em pêlo seu destino / E cavalga à eternidade.

• Quem mata o tempo injuria a eternidade.

• Quem mata o tempo não é assassino, mas um suicida.

• Não se deve brincar com a vida, porque um dia se morre.

▪ O tempo é dura parada / Merece até nosso estudo /
Quem tem tempo não faz nada / Quem não tem tempo faz tudo.

▪ Que a eternidade é uma estrada / Com o tamanho de Deus.

• Só um livro é capaz de fazer a eternidade de um povo.

• Há momentos em que de repente o tempo pára, e acontece a eternidade.

▪ A esperança é meu norte / Que a minha fé consolida /
A inexistência da morte / E a eternidade da vida.

• A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade.

▪ Senhor, quem visa o projeto / Da eternidade ao Teu lado /
Sabe que um caminho reto / É meio caminho andado.

▪ A vida é uma longa estrada / Que conduz à eternidade /
O tempo é ponte assentada / Nos pilares da saudade.

▪ Eternidade é um navio / Que no mar de sonhos mortos /
Vence mais um desafio / Sempre que encontra outros portos.

• Sofrer, é só uma vez; vencer, é para a eternidade.

▪ São bem lentos os meus passos / Quando a desdita me invade / Mas vencendo meus fracassos / Vou além da eternidade.

• Ponha a mente no espelho da eternidade, a alma no esplendor da glória.

• A eternidade rompe qualquer medida e destrói qualquer comparação.

• Este mundo é só vaidade. A vida é um sonho, tudo passa, tudo acaba. Acabaremos antes que o mundo acabe, mas vivemos como se fôssemos imortais ou não houvesse eternidade.

Como você pode concluir, a visão das pessoas sobre a eternidade varia muito, mesmo considerando-se a exiguidade dos depoimentos que encontrei. Mas podemos estar certos de que o teor da nossa vida eterna terá tudo a ver com o que pensarmos, desejarmos ou fizermos durante esta vida.

_______

(Para receber novas crônicas, inscreva-se no blog: www.jacintoflecha.blog.br)

Esta crônica semanal pode ser reproduzida e divulgada livremente.

2 comentários para A UM PASSO DA ETERNIDADE — Em prosa e verso

  1. Marcos Costa Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 0:49

    Parabéns ao cronista. De modo atraente conseguiu tratar do fim eterno do homem e convidá-lo a viver pensando na Eternidade. CostaMarques

  2. Frank Seidl Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 14:49

    O que existe de mais importante na vida senão a morte? (autor desconhecido)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *