Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Absurda homenagem ao frade apóstata que cindiu o Ocidente

Paulo Roberto Campos

Lutero comemoração

Há pouco, os 500 anos da pseudo “Reforma Protestante” foram comemorados em alguns lugares.

No próprio Vaticano, no dia 13 de outubro (data da última aparição de Nossa Senhora de Fátima em 1917), aproximadamente 1000 luteranos foram recebidos na Sala Paulo VI. Na ocasião, foi colocada na referida sala uma imagem vermelha de Lutero [na foto acima, à esquerda].

Como se sabe, no dia 31 de outubro de 1517, o monge apóstata Martinho Lutero oficialmente lançou seu brado de rebelião contra Roma, causando graves malefícios à civilização cristã com a difusão de seus erros e heresias. Por exemplo, ao apostrofar que “todos os homicídios, mortes, roubos e adultérios, são menos prejudiciais do que a abominação da Missa papista”.

No Brasil, há 33 anos, já se havia prestado uma esdrúxula homenagem ao heresiarca Lutero: no ano de 1983, por ocasião do V centenário do nascimento de Lutero (1483 – 1546), este foi homenageado pela Empresa de Correios e Telégrafos do Brasil com o lançamento de um selo comemorativo… [foto abaixo]

Assim sendo, naquele mesmo ano, o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira, enquanto presidente da TFP brasileira, enviou uma carta ao então presidente da ECT do Brasil deplorando tal homenagem absurda. Segue a transcrição desse oportuno, belo e memorável documento.

Lutero comemoração

São Paulo, 25 de agosto de 1983

Ilmo. Sr.

Coronel Adwaldo Cardoso Botto de Barros

DD. Presidente da Empresa de Correios e Telégrafos

SBN – Brasília

70040 – DF

 

Senhor Coronel

Com meus cumprimentos atenciosos e cordiais, sinto-me no dever de manifestar a V. Sa. o inteiro desacordo da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade – TFP – quanto à emissão de selo comemorativo do falecimento de Martinho Lutero.

Com efeito, a grande maioria dos brasileiros está persuadida, a justo título, de que a ação histórica do frade apóstata cindiu o Ocidente no terreno religioso, abrindo caminho para toda uma sequela de acontecimentos catastróficos, quer na ordem espiritual, quer na ordem temporal.

Entre estes últimos devem ser mencionados as duras investidas protestantes contra o Brasil colônia, durante as quais, com notáveis mostras de heroísmo, ao longo de lances trágicos e com larga efusão de sangue, os lusos-brasileiros tiveram de defender, à mão armada, a unidade espiritual e política do grande e querido país que vinha nascendo.

Assim sendo, a emissão de um selo comemorativo — com iniludível caráter de homenagem — não pode deixar de suscitar a discrepância de todo católico coerente.

É bem de ver que emissão não teve o caráter de solidariedade com o conteúdo da pregação religiosa luterana. E tão só de homenagem à saliência da ação histórica de Lutero. Ela importa, pois, em uma posição de neutralidade. É precisamente essa homenagem dentro da neutralidade, que nos parece mais incompreensível. Assim como incompreensível nos pareceria que, diante de algum inimigo capital de nossa pátria ou de nossa família, tomássemos uma atitude de reverente reconhecimento de seus eventuais predicados, sem acrescentarmos, no mesmo ato, a renovada afirmação de toda a nossa discrepância em relação ao mal por ele feito aos que queremos.

Receba V. Sa. essa apreciação, formulada com todo o respeito e cordialidade que a sucinta exposição da matéria comporta, como contribuição positiva, e como expressão leal do pensamento unânime dos sócios e cooperadores da TFP, espalhados pelas vastidões de nosso território.

Reiterando meus cumprimentos, subscrevo-me cordial e atenciosamente,

Plinio Corrêa de Oliveira

Presidente do Conselho Nacional

2 comentários para Absurda homenagem ao frade apóstata que cindiu o Ocidente

  1. MARIO HECKSHER Responder

    13 de dezembro de 2016 à 11:32

    Em um país predominantemente católico, uma estatal homenagear Lutero com um selo comemorativo é, em minha opinião, menos grave que o Papa se associar aos protestantes para homenagear o apóstata.

  2. Ely Responder

    13 de dezembro de 2016 à 12:18

    A única coisa que devemos lembrar que os pais tem filhos agradecidos e os que não são agradecidos e Martinho Lutero faz parte deste último.Também não devemos nos esquecer que mesmo assim ele integra o Rol do estabelecido em Hebreus 5 ( 1-7), ou seja ele é Sacerdote para sempre segundo a Ordem de Melquisedeque.O mau que ele criou está corrompendo as pessoas simples, humildes que por não saberem a verdade, caem fácil em redes fora da Igreja Católica Apostólica Romana, por falta de conhecimento sobre a Fundação da Igreja.Segue um texto sobre isso e é bom todos lerem e meditarem pois conhecendo a Verdade serão libertos da mentira:FUNDAÇÃO DA IGREJA
    Vai ai uma dica da Bíblia: A pedra fundamental é Jesus 1 Corintos 10(4); Efésios 2(20); 1 Pedro 2 (1-8) e 1 Corintos 3 (11). Mas o Senhor pode, livremente confiar esse fundamento a alguém ou ampliá-lo quando disse a Simão; ” Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja “(Mateus 16(18-19) delegado a todos os Apóstolos e profetas Efésios 12 (20) e ordenou a Pedro Apascenta as minhas ovelhas- Joaõ 21(15) e também disse: Confirme seus irmãos na fé- Lucas 22(32).Pedro tinha a primazia: preside e dirige a escolha de Matias para o lugar de Judas ( Atos dos Apóstolos 1 (1-25); Anuncia o Evangelho no dia de Pentecostes- Atos 2 (14); Testemunha no sinédrio, a mensagem de Cristo – Atos 10 (1) ; Acolhe na Igreja o primeiro pagão Atos 10(1)- ; Designado por Jesus como Pastor Chefe logo após Ele – João 21 (1-17); Pedro é reconhecido pelos Anjos como o líder e representante dos Apóstolos- Marcos 16(7); Pedro lança a primeira excomunhão ( anátema sobre Ananias e Safira) enfaticamente confirmada por Deus – Atos dos Apóstolos 5 (12-11); Até a sombra de Pedro fazia milagres- Atos 5 (15); Cornélio é orientado por um Anjo a procurar Pedro para ser instruído; Pedro instrui os outros Apóstolos sobre a Catolicidade ( universalidade) da Igreja – Atos dos Apóstolos 11 (5-17); Pedro preside e abre o primeiro Concílio da Cristandade e estabelece princípios que serão posteriormente aceitos – Atos 15 ( 7-11) e Pedro é o primeiro a reconhecer e refutar a heresia de Simão Mago-= Atos 8 ( 14-24); Pedro foi o primeiro carismático tendo julgado com autoridade e reconhecendo o dom de línguas como genuíno- Atos 2 ( 14-21); Pedro age fortemente indicado como o bispo/pastor Chefe da Igreja – 1 Pedro 5 (1), exortando todos os outros bispos ou anciões. Isso é um pouco da fundação da Igreja Católica Apostólica Romana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *