Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Atmosfera do Natal de outrora

Plinio Corrêa de Oliveira

NATALNATAL

O Natal de outrora tinha uma sacralidade que as novas gerações não fazem ideia.

No meu tempo, já nos dias que precediam o Natal, notava-se certo aroma e certa atmosfera natalina que começava a envolver a cidade. Na rua, homens — aqueles que se tinham na conta de importantes — faziam uma fisionomia de quem não percebia tal atmosfera, mas tomavam o cuidado de não contundir o clima característico dessa época.

No centro velho da cidade de São Paulo, algumas casas que vendiam brinquedos expunham na vitrine um presépio e um gramofone que tocava as músicas natalinas.

NATALQuando chegava a noite de Natal, as famílias começavam a se dirigir em grupos para a igreja. Elas caminhavam devagar e em paz, na noite com as ruas vazias. No interior da igreja, uma luz forte iluminava a rua cada vez que se abria a porta. Ouviam-se alguns cânticos de Natal, tocava-se o sino e iniciava a Missa.

Tinha-se a sensação de uma graça que vinha do alto. Era uma graça tal, que enchia a pessoa de duas disposições de espírito, que parecem incompatíveis, mas que convivem maravilhosamente: a noção recolhida, humilde e enlevada do sublime, e a doçura de quem recebe uma misericórdia sem limites.

Talvez de nada da minha infância eu tenha tantas saudades quanto desse aroma e graça de Natal. NATAL

 

_______

Excertos da conferência proferida pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira em 5 de janeiro de 1989. Sem revisão do autor.

2 comentários para Atmosfera do Natal de outrora

  1. Fernando Lopes de Almeida Soares Responder

    24 de dezembro de 2015 à 13:35

    *

    Aos.meus honrosos cinco mil Amigos no Facebook e familiares, sinceros votos de Santo Natal e venturoso Ano Novo, com fartas bênçãos da Virgem Mãe de Aparecida.

    – FLASh

    *

    Feericamente
    natalinos shopping centers
    a Jesus ofuscam?

    – FLASh

    *

    Ao haicai acima
    seguem brancos
    versos,

    Paz, o melhor presente
    que o Menino aos nossos lares traz,
    e quem dera perdurasse ano inteiro
    o clima de Natal.

    – FLASh

    *

    Poética
    prosa,

    QUEM SOMOS NÓS?

    “Pinheiros de Natal” quando resistimos bravamente aos vendavais.

    “Enfeites de Natal” quando nossas boas obras dão cor e sentido à vida.

    “Sinos de Natal” quando festivamente repicamos paz e amor.

    “Luzes de Natal” quando
    feito pirilampo aos errantes clareamos o caminho.

    “Presépios de Natal” quando despojadamente nossa fé enriquece a todos.

    “Anjos de Natal” quando mundo afora entoamos cânticos fraternais.

    “Pastores de Natal” quando abastecemos nossos vazios corações na eucarística manjedoura.

    “Estrelas de Natal” quando exemplarmente arrastamos almas ao céu.

    “Reis Magos” em festa estrada afora quando ofertamos ao próximo nossos melhores talentos.

    “Velas de Natal” quando sábia e prudentemente enfeitamos ao nosso entorno.

    “Papais-Noéis” quando cultivamos lindos sonhos nas mentes infantis.

    “Presentes de Natal” quando compartilhamos a mais sincera amizade.

    “Cartões de Natal” quando a bondade transparece em nossas mãos.

    “Missas de Natal” quando auspiciamos louvor, oferenda e comunhão.

    “Ceias de Natal” quando aos pobres saciamos de pão e esperança.

    “Festas de Natal” quando despindo ao luto vestimos a gala.

    “Noite de Natal” quando esparramamos confiança e ternura.

    “Perene Natal” quando a cada dia renasce Jesus em nossos corações.

    *

    Soneto
    & haicai,

    LOUCO HERODES?

    – Fernando L A Soares (FLASh)

    Subitamente esplandendo à gruta,
    poder das trevas espaventa a Luz
    e um grupo de pastores do anjo escuta,
    “Em Belém de Judá nasceu Jesus”.

    Atento olhar dos magos céu perscruta
    e ao longe encontra a estrela que os conduz
    pairando no presépio onde tributa
    linda homenagem, desdobrada em cruz.

    Malicioso, pede o rei judeu
    ao mágico cortejo peregrino
    que indique claramente onde nasceu

    o Salvador… mas ódio tão ferino
    se vê enganado e uma ordem louca deu,
    “decapitar todo e qualquer menino”!

    *

    Reis magos Menino
    adoram, lágrima escorre –
    Mãe sabe o destino.

    – FLASh

    *

    De quebra,

    Ao Buda que finda
    com a hinduista idolatria
    sequazes adoram?

    Demagogo afã
    religioso de um ateu
    panteismo budista?

    Sermão da Montanha
    depura o ancestral saber,
    pacifista Gandhi?

    – FLASh

    *

    poetafernandosoares@gmail.com
    facebook.com/cronipoeta
    cronipoesias.blogspot.com
    WhatsApp etc 319 9882 5505 Oi?

    *

    Em tempo,

    Roga a Aparecida
    dom Luiz de Orleans e Bragança
    paz para o Brasil.

    – FLASh

    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1686171451625855&id=100006990498330

    *

    Junto à Virgem Mãe
    cada povo não retrata
    o Infante ao seu gosto?

    – FLASh

    http://blogdafamiliacatolica.blogspot.com.br/2015/12/natal-meditacao-dirigida-aos-que-sofrem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed:+BlogDaFamlia+(Blog+da+Fam%C3%ADlia)&m=1

    .

  2. Antonio Ferreira dos Santos Responder

    6 de abril de 2016 à 11:01

    Como leitor diário do site: http://www.ceifadores.com.br e clicando em últimas mensagens, onde, desde 1994, jesus já escreveu mais de 4 mil mensagens e continua escrevendo, através da mão de um seu enviado, de apenas 3º ano primário, eu vejo que tudo dependia da seriedade daquela IGREJA CATÓLICA E APOSTÓLICA séria, rígida e cumprimidora de tudo o que Jesus passou a Seus Apóstolos. E esta crise teve início em 1965 com a vigência do CONCÍLIO VATICANO II, onde os Padres deixaram de se identificarem, publicamente, com a sua vestimenta, que é a batina, dentro e fora da Igreja de Jesus (sim, porque Jesus deixou só a Sua Igreja Católica e Apostólica e não as outras, quando confirmou a Sua Igreja a São Pedro, dizendo: TE DAREI A CHAVE DE MINHA IGREJA, E NÃO DAS OUTRAS IGREJAS, e tudo o que ligares na terra, será ligado no Céu, e tudo o que desligares na terra, será desligado no Céu), a retirada do SACRÁRIO do centro de Sua Igreja, a não celebração da Santa Missa de Frente pro Sacrário, a autorização de mulheres no altar (a Mãe de Jesus e nossa Mãe, a Virgem Maria, nunca foi pro altar), a autorização de mulheres coroinhas, o relaxamento das vestes dos fiéis, deixando de cumprir Deuteronômio 22,5: A MULHER NÃO VESTIRÁ DE HOMEM E NEM O HOMEM SE VESTIRÁ DE MULHER, E QUEM O FIZER, ESTARÁ OFENDENDO A DEUS. Existe mais respeito, com as vestes, para entrar nas repartições públicas federais, do que na Igreja de Jesus. É só olhar o rigor nas vestimentas de quem se apresenta nas forças armadas, nos ministérios e etc. Jesus é mais importante do que qualquer repartições dos humanos, mas esta inversão aborreceu a Jesus. O relaxamento na formação dos Sacerdotes conservadores e etc. Quem tiver coragem de ler e meditar as mais de 4 mil mensagens, com certeza, vai entender porque tudo está no fim. E QUEM FALA QUE TUDO ESTÁ NO FIM É JESUS, O CRIADOR DE TODAS AS COISAS. Menos de 1\4 da população mundial está com Jesus. Então, Jesus está vindo retirar de circulaçao o pequeno rebanho fiel a Ele e entregar todo o resto nas mãos de seu inimigo, o LÚCIFER. Você acredito nisso? Não? Então confira tudo o que está escrito nas mensagens PVD ( Palavra Viva de Deus).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *