Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Cardeal Mindszenty

Em seus dias de glória e na sua via sacra

  • Plinio Corrêa de Oliveira

Nesta fotografia o Cardeal Mindszenty* aparece em seus dias de glória, com a pompa do cardinalato e do principado. Revestido com manto de arminho, usa o solidéu e um belo anel. Ornamentos magníficos, próprios a um Prelado que deve mandar, decidir e lutar.

Embora filho de pais modestíssimos, a atitude do Cardeal é de um verdadeiro príncipe. Demonstra segurança, dignidade e poder de mando. Sua fisionomia profundamente séria revela a compenetração de quem ele realmente é: sucessor dos Apóstolos para toda a Hungria, da qual é o Primaz. A figura dele corresponde ao que deve ser um Cardeal: sério, com a compenetração de sua augusta missão.

A outra foto do Cardeal Mindszenty foi feita durante seu julgamento pelos comunistas que dominavam a Hungria. Usa uma simples batina preta, pois seus algozes não permitiram que aparecesse paramentado. Sentado no banco dos réus, tem os olhos arregalados e muito fixos, devido ao susto e à apreensão, pois sabe que inapelavelmente será arrastado para uma série de tormentos, que podem desfechar em sua morte.

Parecendo temer mais os tormentos do que a própria morte, ele expressa a certeza de quem se encontra nos primeiros passos de uma verdadeira via sacra, mas pronto para enfrentá-la com a deliberação indomável de não ceder, não fazer qualquer composição ao adversário. Seu propósito é: “Aconteça o que acontecer, ainda que despenque sobre mim a dor que tanto receio, não apostatarei!”.

Forma magnífica da coragem católica. Não a do fanfarrão, que procura bancar o corajoso para a galeria, mas treme de medo quando posto na prisão. O Cardeal não toma em consideração o público, mas sim a condição da tremenda dor que vai enfrentar. Olhando para a fisionomia do Cardeal, somos levados a lembrar Nosso Senhor no Horto das Oliveiras.

__________

Nota: O Cardeal József Mindszenty, nascido em Csehimindsent (Áustria-Hungria), em 29 de março de 1892, e falecido em Viena (Áustria), em 6 de maio de 1975, foi Arcebispo de Esztergom e Primaz da Hungria. Em 1949 foi preso pelos comunistas, e em 1956 obteve asilo na embaixada dos Estados Unidos na capital húngara. Em 1991 seu corpo foi exumado e encontrado incorrupto. Foi aberto o processo de sua beatificação em 1996.

__________________________________________________

Excertos da conferência proferida pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira em 25 de abril de 1984. Esta transcrição não passou pela revisão do autor.

1 comentário para Cardeal Mindszenty

  1. Guaraci de Castro Neves Responder

    13 de abril de 2019 à 3:29

    Que esse futuro novo VERDADEIRO beato da Santa Igreja (Cardeal József Mindszenty) interceda por nós, e principalmente por todos os prelados, que ainda perseveram e por isso não compactuam com o Progressismo que mina cada vez mais a doutrina, ensinamentos, tradições e tesouros espirituais da Igreja Católica Apostólica e Romana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *