Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Colômbia: Biden, FARC e gargalhadas

Destaque Internacional

Márquez, líder terrorista da "delegação de paz"... dos guerrilheiros das Farc. Quem acredita em "paz" com terroristas narco-traficantes?

Em Havana, Iván Márquez, líder terrorista da “delegação de paz”… dos guerrilheiros das Farc. Quem acredita em “paz” com terroristas narco-traficantes?

Há poucos dias, no estado de Córdoba, ao norte da Colômbia, narco-guerrilheiros das FARC riam-se às gargalhadas enquanto disparavam contra um grupo de policiais que foram emboscados. Sete policiais morreram, e os detalhes das sinistras gargalhadas foram narrados por sobreviventes (“El Heraldo”, Colômbia, 19-9-14).

Essa zombaria sangrenta, que choca profundamente às pessoas de bem, talvez seja um símbolo do sentimento que anima as FARC, no momento em que realizam conversações de “paz” com o governo colombiano em Havana, na própria cova do lobo, desde há dois anos.

Porta-vozes das FARC acabam de declarar que “nunca estivemos tão longe de uma entrega ou rendição como agora”, e que dialogam com o presidente Santos porque ele não nos considera como “terroristas” (“El Espectador”, 22-9-14). Como se ficasse alguma dúvida sobre suas reais intenções, acrescentaram: “Ninguém nas FARC estabeleceu nem dissemos ao Governo, em nenhum momento, que vai haver um só momento de entrega das armas. Repetimos, ninguém vai ter a foto da entrega de armas das FARC”. E concluíram: “A entrega das armas não existe como figura nem está na linguagem nem em nosso dicionário” (“TeleSul”, 28-8-14).

A gravidade desse panorama e as legítimas dúvidas sobre as negociações de “paz” são tais que o presidente Juan Manuel Santos, em sua recente visita a Nova York, em conferência pronunciada ante o influente Conselho de Relações Exteriores (FCR), viu-se obrigado a declarar que “nós não temos nada que ver com o castro-chavismo, como se disse lá na Colômbia” (web site da Presidência da República da Colômbia, 22-9-14).

Enquanto isso, o todo-poderoso Promotor Geral da Nação, Eduardo Montealegre, que tem se dedicado a perseguir judicialmente opositores dos diálogos de “paz”, acaba de propor a “introdução de normas no ordenamento colombiano que não permitissem a extradição de membros da guerrilha” (“El Espectador”, 23-9-14). Ou seja, se trataria de obter uma garantia de total proteção aos narco-guerrilheiros das FARC.

O Promotor Montealegre foi mais longe, se adentrando no plano internacional, lembrando que o governo de Barack Obama fez várias “piscadelas” ao processo de paz colombiano, e que os “Estados Unidos enviaram uma mensagem clara de apoio a uma solução negociada ao conflito na Colômbia” (“El Espectador”, 23-9-14). Nesse sentido, o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, acaba de reiterar ao presidente colombiano o “apoio firme” do governo norte-americano ao processo de “paz” com as FARC (“El Espectador”, 23-9-14).

No caso da Colômbia, assistimos a um curioso neo-imperialismo norte-americano que no terreno diplomático beneficia atualmente as FARC. Seria sumamente importante que os congressistas colombianos que se opõem a esse enigmático processo de “paz” de Havana, pusessem à disposição de seus pares dos comitês de Relações Exteriores nas três Américas, informações objetivas sobre as verdadeiras intenções das FARC.

___________________

Links relacionados:

Elecciones colombianas, diálogo-show y despeñadero

http://www.cubdest.org/1406/c1406zuluaga.htm

Enigma colombiano: ¿paz con los lobos?

http://www.cubdest.org/1406/c1403col.htm

Santismo y madurismo: ¿dos caras de una misma moneda?

http://www.cubdest.org/1406/c1405santismo.htm

Colombia-FARC-Cuba: conversaciones de “paz” y teatro del absurdo

http://www.cubdest.org/1206/c1212colomb.html

Apontamentos de Destaque Internacional. Quarta-feira 24 de setembro de 2014. Responsável: Javier González. Para enviar sua valiosa opinião, pedido de subscrição ou cancelamento, etc., envie um e-mail para destaque2016@gmail.com.

Tradução: Graça Salgueiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *