Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Descobertos imensos aquíferos de água doce no Saara

Imagem de satélite do Saara (NASA World Wind)

Mapa geológico feito por cientistas britânicos mostra a existência de uma “descomunal reserva de água subterrânea” debaixo do Saara. O volume de água atingiria 500 quatrilhões de litros, suficientes para alimentar a cidade de São Paulo durante 4.453 anos sem reposição do aquífero. O volume é cem vezes maior do que toda a água da superfície africana. As reservas atenderiam às necessidades de mais de 300 milhões de africanos, incluindo a agricultura, segundo cientistas da British Geological Survey. O catastrofismo ambientalista insiste que a água doce vai acabar no planeta, mas não tem ideia da água existente sob seus pés…
___________
Agência Boa Imprensa


4 comentários para Descobertos imensos aquíferos de água doce no Saara

  1. Junior Responder

    21 de junho de 2012 à 19:42

    Seria muito importante citar as fontes da notícia em qual periódico foi publicada a referida pesquisa.
    O nome dos pesquisadores responsáveis. Se este fato for confirmado realmente teremos a solução para um dos maiores problemas de nossa sociedade.

    Gostaria muito de ter acesso ao estudo publicado se for possível passe o link ou pelo menos a referencia bibliográfica para que eu possa localizar o material.

  2. Unknown Responder

    21 de julho de 2012 à 16:56

    Eu também queria mais referências, achei isso aqui da BBC:
    http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-17775211

  3. Unknown Responder

    21 de julho de 2012 à 17:20

    Eu também queria mais referências, encontrei essa aqui da BBC (em inglês, infelizmente):

    http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-17775211

  4. Jose Carlos Cacau Responder

    27 de julho de 2012 à 2:27

    Folha de S. Paulo, sábado, 21 de julho de 2012
    Geocientistas acham reservatório natural
    de água limpa na Namíbia
    Descoberto no subsolo do norte da Namíbia, fronteira com Angola, um aqüífero de 2.800 km2 poderá suprir essa região do país africano por 400 anos mesmo com as taxas de consumo atuais, informa a rede britânica BBC. Batizado de Ohangwena 2, o novo reservatório natural possui águas com 10 mil anos que são tão limpas quanto as fontes atuais. A alta pressão das águas vai facilitar e baratear a extração. Isso pode ter grande impacto no desenvolvimento do país — o mais seco da África ao sul do Saara — e no combate às mudanças do clima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *