Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Dr. Paulo Brito — nossa admiração e gratidão

Paulo Brito

Missa de corpo presente celebrada pela alma de Dr. Paulo Brito

♦  Agência Boa Imprensa

Em memória do grande jornalista católico e contra-revolucionário Dr. Paulo Araújo Corrêa de Brito Filho [foto abaixo], diretor da revista Catolicismo e desta agência de notícias, falecido no dia 2 último aos 88 anos, seguem algumas fotos das honras fúnebres que lhe foram prestadas.

Paulo BritoDr. Paulo Brito — chamado por Plinio Corrêa de Oliveira de modo carinhoso de Paulinho — cursou a Faculdade Paulista de Direito da PUC de São Paulo. Sucedeu ao Prof. Plinio na cadeira de História Moderna e Contemporânea da PUC. Foi professor de História da Idade Média e de Ética Social na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Sedes Sapientiae, na capital paulista. Lecionou a disciplina Instituições de Direito na Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Atuariais São Luís, dos padres jesuítas. E regeu a cadeira de História da Cultura na Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, na mesma capital.

Juntamente com outros congregados marianos então dirigidos pelo Prof. Plinio, foi sócio fundador da Sociedade Brasileira de Defesa da Tradição, Família e Propriedade (TFP), na qual ocupou diversos cargos de direção. Entre eles, o de diretor do Serviço de Imprensa de 1969 a 2004, período em que colaborou intimamente com o Prof. Plinio na área da imprensa, até o falecimento deste em 1995. Em 1976 tornou-se diretor de Catolicismo, função que exerceu com toda dedicação até seus últimos dias.

O féretro saindo da sede do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira em direção ao Cemitério da Consolação

O féretro saindo da sede do
Instituto Plinio Corrêa de Oliveira
em direção ao Cemitério da Consolação

O Prof. Plinio comentou certa vez que entre todos os membros da TFP, aquele que tinha um temperamento mais parecido ao dele era o Dr. Paulinho, muito comunicativo, pacífico e cordato com todos. Outro comentário muito expressivo, também do Prof. Plinio, foi de que “Paulinho era um monumento de pureza”.

Dotado de amplo conhecimento histórico e doutrinário, o Dr. Paulo Brito proferiu incontáveis conferências em numerosas cidades brasileiras e do exterior sobre temas relacionados com a Revolução e a Contra-Revolução, bem como sobre questões morais e históricas. Em Roma, no ano de 1962, assessorou Plinio Corrêa de Oliveira no acompanhamento do Concílio Vaticano II.

O velório foi realizado nos dias 3 e 4 de janeiro na sede do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, do qual era diretor, onde foram celebradas duas missas de corpo presente. Dali o féretro saiu em direção ao cemitério da Consolação.

A missa de 7º dia será celebrada às 17 horas do dia 8 de janeiro na Igreja de Santa Teresinha, situada à Rua Maranhão, 617, na capital paulista.

Que Deus o tenha em sua santa e eterna glória! Requiem aeternam dona ei Domine, et lux perpétua luceat ei.

Chegada do feretro ao cemiterio

Chegada do féretro ao cemitério

Cerimônia religiosa e orações na capela do cemitério da Consolação

O cortejo ruma para o local da sepultura

Últimas orações junto à sepultura

Dr. Caio Xavier da Silveira profere o discurso de adeus ao já saudoso Dr. Paulinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *