Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

FARC: risco de penetração nas reservas indígenas brasileiras

Ronald, 26 anos, ex-guerrilheiro das FARC, imitou outros 8 mil colegas dessa guerrilha marxista-leninista e se entregou ao exército colombiano, amparado pelo plano de desmobilização organizado pelo presidente Álvaro Uribe. Segundo ele, armas e apoio logístico das FARC chegam via Venezuela, sob a direção de Hugo Chávez. Germán Briceño Suárez, conhecido como Granobles, comandante da “frente 10” — onde militava Ronald —, dirige seus homens a partir da Venezuela. Compreende-se bem que as esquerdas queiram enfraquecer as fronteiras nacionais. Criando virtuais “terras de ninguém” –– por exemplo, nas imensas reservas indígenas brasileiras ––, na prática haverá territórios de livre circulação para a narcoguerrilha marxista, que poderá apoiar-se em determinadas ONGs e entidades como o CIMI, o MST, grupos ecologistas e outros “companheiros de viagem”. (“Agência Boa Imprensa”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *