Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Guerras e batalhas na História do Brasil

Carlos Sodré Lanna

PelourinhoNosso País é a terra do “em se plantando dá”, do “amanhã se não chover”, onde um misto de sabedoria da vida e esperteza nos ensina desde cedo o segredo para “se quebrar o galho”, para “dar um jeitinho”. É igualmente cenário de contrastes violentos e, por vezes, até pitorescos.

Apesar de tudo, somos um povo de boa índole, unido e compreensivo, e tudo isso é mais do que sabido e vivido pelos brasileiros natos. Tornou-se popular a noção de como se formou este País aceitando-se a ideia de que a Independência não custou senão um grito…

Também é comum afirmar que “Deus é brasileiro”, o que teria predisposto nosso povo a resolver disputas antes pela diplomacia que pela força, que as conquistas nacionais são alcançadas pelo consenso e sem derramamento de sangue. E sendo um povo cordial e pacífico, as lutas civis seriam menos cruéis do que as combatidos em outros países.

Tempos atrás, um húngaro de nascimento — Peter Kellemen — mudou-se para o Brasil, cuja cidadania adotou, escreveu o seguinte: “O caráter deste país é cheio de contrastes, beleza, sinceridade, um pouco de infantilidade, mistério, insubmisso e de personalidade marcante. Não tente modificá-lo. É impossível e desnecessário. Ao contrário, aprenda a gostar de seus contrastes e assim você será mais sábio e muito mais feliz.”

No entanto, se estudarmos os acontecimentos que fizeram a nossa história, vamos descobrir novos panoramas, bem diferentes e bastante complexos.

Há um ditado segundo o qual “o brasileiro dá um boi para não entrar na briga, mas, quando entra, dá uma boiada para não sair”.

Tivemos, desde o Descobrimento, um grande número de guerras, batalhas, revoluções, motins, golpes e quarteladas que ocuparam todos os dias do ano com o brasileiro lutando, matando e morrendo pelas causas e ideais que moldaram a formação nacional.

Tais embates foram travados por portugueses que aqui chegaram, por índios nativos, negros vindos da África e por outros imigrantes que mais tarde passaram a tomar parte na história do nosso País, o qual foi sendo moldado desde o início pelos ideais de uma Civilização Cristã Ocidental.

Guerra do Paraguai

BREVE RESUMO DE GUERRAS, BATALHAS E CONFLITOS NO BRASIL

1500 – 2000 >>> Choque com indígenas

1500 – 1845 >>> Corsários, contrabandistas e piratas

1500 – 1845 >>> Presença francesa

1516 – 1526 >>> Expedições guarda-costas

1534 >>> Guerra de Iguape, contra espanhóis, SP

1542 – 1851 >>> Ataques e intrusões de ingleses

1555 – 1567 >>> França Antártica,Rio de Janeiro

1556 – 1558 >>> Campanha contra os índios caetés

1575 >>> Franceses e ingleses contra ES e RJ

1579 – 1696 >>> Ataques aos índios do norte e nordeste

1585 – 1682 >>> Bandeiras e dilatação do território

1589 – 1589 >>> Campanha da conquista de Sergipe

1597 >>> Tomada de Cabedelo dos Franceses, PB

1599 – 1680 >>> Holandeses: piratas e conquistadores

1603 – 1604 >>> Contra franceses e índios aliados, CE

1611 >>> Campanha da conquista do Ceará

1628 – 1635 >>> Choques missioneiros

1629 – 1640 >>> Contra holandeses no norte e nordeste

1644 – 1648 >>> Reconquista de Angola aos holandeses

1645 >>> Ataque aos holandeses no Pará

1654 – 1686 >>> Quilombos, Palmares, AL, PE

1665 – 1834 >>> Anti lusitanismo

1680 >>> Colônia de Sacramento, primeira campanha

1697 >>> Intrusão francesa no Amapá

1700 – 1783 >>> Ingleses na Ilha da Trindade

1708–1709 >>> Guerra dos Emboabas , MG

1709 – 1710 >>> Guerra amazônica contra espanhóis e índios

1710 – 1714 >>> Guerra dos Mascates, PE

1710 – 1711 >>> Corsários franceses no Rio de Janeiro

1713 – 1715 >>> Rebeliões indígenas urbanas,CE

1715 – 1720 >>> Motins arrecadação do ouro, MG

1723 – 1717 >>> Guerra de Ajuricaba, Amazônia

1736 – 1737 >>> Franceses em Fernando de Noronha

1754 – 1756 >>> Guerra Guaranítica, RS

1762 – 1763 >>> Invasão espanhola do Rio Grande do Sul

1772 – 1887 >>> Revolta de escravos

1775 – 1766 >>> Reconquista dos espanhóis, RS

1796 – 1991 >>> Incidentes fronteiriços

1801 >>> Conquistas das Missões Orientais, RS

1801 – 1802 >>> Invasão espanhola no MT, Nova Coimbra

1808 – 1817 >>> Ocupação Guiana Francesa

1816 – 1820 >>> Invasão uruguaia no Rio Grande do Sul

1820 – 1839 >>> Choques do Sebastianismo

1824 >>> Confederação do Equador, PE, PB, RN, CE, PI

1825 – 1828 >>> Guerra da Cisplatina, Independência do Uruguai

1832 >>> Setembrada, MA

1832 – 1835 >>> Cabanada, PE, AL

1834 – 1835 >>> Carneiradas , PE

1834 >>> Revolta dos escravos, BA

1835 – 1845 >>> Guerra dos Farrapos

1838 – 1841 >>> Balaiada, MA,CE,PI

1864 – 1894 >>> Intervenções navais norte-americanas

1864 – 1870 >>> Guerra do Paraguai

1879 – 1938 >>> Campanha contra o cangaço CE, RN, PB,PE, AL, SE, BA

1889 – 1906 >>> Revoltas contra a República, SC, RJ, SP

1893 – 1894 >>> Revolta da Armada, RJ, SP, PR, SC, RS

1893 – 1895 >>> Revolta dos Federalistas

1895 – 1897 >>> Guerra de Canudos, BA

1900 – 1903 >>> Campanha do Acre

1917 – 1918 >>> Primeira Guerra Mundial

1925 – 1927 >>> Coluna Prestes, PR, MT, GO, MG, BA, PI, CE, PE, PB

1930 >>> Revolução Liberal Nacional

1932 >>> Revolução Constitucionalista, SP, MT, RS, BA, MG, PA

1935 >>> Intentona Comunista, RN, PE, RJ

1938 >>>Levante Integralista

1942 – 1945 >>> Segunda Guerra Mundial

1964 >>> Revolução de 31 de Março

1965 – 1975 >>> Guerrilhas políticas, urbanas e rurais

Por limite de espaço não vamos inserir aqui todos os fatos que fazem parte desta relação preparada sobre as guerras e batalhas na história do Brasil que seriam três vezes mais. Apenas procuramos apresentar as mais destacadas para este artigo.

Batalha Ourique – Centro Cultural Rodrigues de Faria, Forjães, Esposende.

Batalha Ourique – Centro Cultural Rodrigues de Faria, Forjães, Esposende. [click na foto para ampliá-la]

A primeira página de guerra na História do Brasil

A primeira página da verdadeira História do Brasil deveria começar pela Batalha de Ourique, travada no dia 25 de julho de 1139 em Portugal, quando Nosso Senhor Jesus Cristo aparece a Dom Afonso Henriques e instaura na pessoa dele — então Condado Portucalense — o Reino de Portugal. Na mesma ocasião, o Divino Salvador anuncia uma grande missão para os descendentes de Dom Afonso situados em “terras muito remotas”.

Essa profecia corrobora poderosamente a opinião difusa de que o Brasil ainda terá um papel muito importante a desempenhar no concerto das nações, esperança que se mantém desde o Descobrimento.

Aprofundaremos aqui as razões dessa conjectura, fundamentando-a com vistas a fazer dela uma certeza a respeito do nosso futuro.

Pesquisando os anais da História, podemos verificar que a predileção da Divina Providência pelo Brasil foi anunciada muito antes de as naus de Pedro Álvares Cabral aqui aportarem em 1500.

Na Batalha de Ourique, os portugueses tiveram que enfrentar com grande inferioridade numérica os infiéis maometanos: 100 mouros para cada lusitano. Isso não obstante, o recém-aclamado rei português desfez com onze mil soldados o exército dos cinco reis mouros.

De acordo com antiga tradição, referida logo no início, Nosso Senhor Jesus Cristo veio em auxílio dos católicos portugueses, prometendo a Dom Afonso Henriques a vitória e ordenando-lhe aceitar ser aclamado Rei de Portugal pelos seus súditos. Depois, disse Nosso Senhor: “Eu sou o fundador e destruidor dos reinos e impérios, e quero, em ti e seus descendentes, fundar para Mim um império, por cujo meio seja meu Nome publicado entre as nações mais estranhas. Não se apartará deles nem de ti minha misericórdia, porque por sua via tenho aparelhadas grandes searas e a eles escolhidos por meus segadores em terras muito remotas.”

A vitória dos portugueses contra os mouros em Ourique e o aparecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo a Dom Afonso Henriques marcaram de tal maneira a alma e os destinos de Portugal na época, que o célebre poeta Luís de Camões imortaliza esses acontecimentos em Os Lusíadas.

Batalha Ourique – Centro Cultural Rodrigues de Faria, Forjães, Esposende.

Missão Providencial de Portugal e do Brasil

Dia afortunado aquele em que a Cruz projetada no firmamento fez nascer um povo abençoado, forte e piedoso por cujo meio Nosso Senhor veria seu “Nome publicado entre as nações mais estranhas”, sempre que os portugueses plantassem essa mesma cruz “em terras remotas”.

Não tem outro sentido o fato de a Mãe de Deus ter querido falar em Fátima ao mundo inteiro. Sua Mensagem se dirige a todos os homens, mas de modo imediato ao povo portuguêse aos que lhe são mais próximos pelo sangue, pela história e pela língua. Pois, no ano de 1500, Ela estendeu seus braços a uma vastíssima região que se denominou Terra de Santa Cruz, depois Santa Cruz e, mais tarde, Brasil.

____________

Bibliografia:

João Amaral, História de Portugal, Livraria Tavares Martins, Porto, 1958.

Frei Antonio Brandão, A Batalha de Ourique – Livraria Civilização Editora, Porto,1955.

Hernani Donato, Dicionário das Batalhas Brasileiras, IBRASA , São Paulo , 1996.

Peter Kellemen, Brasil para principiantes – Ed. Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1961.

 

4 comentários para Guerras e batalhas na História do Brasil

  1. NEREU AUGUSTO TADEU DE GANTER PEPLOW Responder

    24 de setembro de 2017 à 19:40

    “Corruptio optimi pessima”. Um vírus que assola o país está deturpando os valores dos brasileiros que, hoje em dia, estão lutando pelas causas mais erradas e equivocadas possíveis…. de católicos virando protestantes, budistas, espíritas, ateus e, se bobear, muçulmanos…. de aguerridos para pacifistas e “ecosofistas” (neologismo meu, criado agora)… de carnívoros para veganos… de homens e mulheres para transtudo e transqualquercoisa… de celeiro do mundo para lixeiro do mundo…. para cá vêm toda espécie de refugiados e degredados, sempre com a desculpa de “multiculturalismo”…. de “povo heróico o brado retumbante”, para povo quebrado e hesitante… antes o país que atraía turistas por suas belezas naturais, atrai vítimas de assaltos, mortes e agressões, e causa fugas e críticas negativas no exterior…. o povo quando não sabe sua História, prefere apagá-la de seu currículo escolar, um povo que deixou de dar valor à pátria e seus símbolos, a desonra em que vive apaga o brilho das batalhas que lutou…. se não me engano é de Churchill: “tinham a escolher entre a guerra e a desonra… escolheram a desonra e terão a guerra”…. Espero que, por pelo menos alguma breve intervenção da Divina Providência, vençam essa última batalha, vençam a guerra e recuperem sua honra….

  2. Rafael Responder

    26 de setembro de 2017 à 21:23

    Gostei muito deste artigo, tenho 35 anos e não conhecia a fundação de Portugal por Nosso Senhor Jesus Cristo, que falou a Dom Afonso Henriques. Daí se percebe o elo tão forte que existe entre Portugal e Brasil, a partir da Religião. Bom notar que, quando a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi encontrada no Rio Paraíba do Sul, em 1717, Brasil e Portugal eram Colônia e Metrópole e, portanto, Nossa Senhora Aparecida tem valor para os portugueses também.

  3. Sonia Werneck Responder

    28 de setembro de 2017 à 18:20

    Excelente conjunto de informações e análises sobre o Brasil e nossa história.
    Somos tidos como um povo cordial e pacífico mas como diz o ditado no artigo
    “o brasileiro dá um boi para não entrar em uma briga, mas quando entra dá uma boiada para não sair” é isso mesmo. Haja visto esse grande número de guerras e batalhas em nosso território e só foram citadas uma parte. Esplendoroso o episódio da Batalha de Ourique em 1139 Nosso Senhor Jesus Cristo anunciando nosso descobrimento muito antes de 1500 em “terras muito remotas”

  4. Alda Barroso Responder

    30 de setembro de 2017 à 20:42

    Depois desses belos episódios devemos pedir a Deus e Nossa Senhora protejam o Brasil como aconteceu com Portugal e nos livre da grave crise política, econômica e moral que estamos passando com vistas sempre aos ideais de uma Civilização Cristã como bem escreve o autor deste ótimo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *