Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Ideologia de Gênero para crianças

Jurandir Dias

Ideologia de Gênero

Está causando polêmica um livro publicado recentemente no Reino Unido que propõe ensinar Ideologia de Gênero para crianças a partir dos sete anos de idade. Escrito por C J Atkinson, ele se intitula Can I Tell You About Gender Diversity? (Posso lhe falar sobre a diversidade de gênero?) [capa abaixo] e foi aprovado pelo Departamento de Educação daquele país.[i]

[capa abaixo]Sua distribuição está a cargo de Educate & Celebrate, uma entidade financiada pelo governo do Reino Unido que trabalha para transformar escolas e organizações em LGBT + lugares amigáveis (sic)”.[ii]

A empresa Jessica Kingsley Publishers, com sede em Londres, disse que esse é “o primeiro livro para explicar a transição médica para crianças com sete anos ou mais”. Exemplares da obra serão enviados a 120 escolas com as quais a empresa trabalha, e esta espera que algumas centenas de exemplares sejam adquiridas por outros professores.

O porta-voz da Editora disse que “este livro vai desencadear discussão na sala de aula e em casa, respondendo a perguntas difíceis que as crianças podem ter sobre a diversidade de gênero.” Ele observou ainda que a introdução de banheiros mistos e sem pronomes binários (ele e ela) é um importante passo para a Ideologia de Gênero.

Termos como “senhoras” e “senhores”, “meninos” e “meninas” são condenados no livro, para que os estudantes transgêneros não sejam discriminados.

A obra começa com uma historinha:

Meu nome é Kit e tenho 12 anos. Eu moro em uma casa com minha mãe e meu pai, e nosso cachorro, Pickle. Quando eu nasci, os médicos disseram a minha mãe e meu pai que eles tinham uma menina, e assim, durante os primeiros anos da minha vida, foi como meus pais me criaram. […] Eu não estava muito feliz assim.”

Kit então começa a vestir roupas de meninos, usar pronomes masculinos, e tem seu nome mudado para Christopher pelos pais. A personagem discute a possibilidade de cirurgia para a mudança de sexo e, aos 16 anos, toma hormônios masculinos para que seu corpo tenha as mudanças que ocorrem na puberdade dos meninos.

Daily Mail disse que o livro é “um conjunto desconcertante de termos alternativos” como “cisgender” empregado para “crianças que pensam em si mesmas como sendo o gênero que nasceram”, e outros mais absurdos ainda, como: “panromânticos”, “intersex” e “xe

Líderes religiosos e alguns políticos do Reino Unido dizem que o livro é prejudicial às crianças. Seu autor retrucou, dizendo: “Nós chamamos isso de ‘trans-pânico’”, ou seja, um pânico contra essa ideologia absurda e nociva. “O mundo está mudando; um livro como esse é necessário”, acentuou.

A jornalista Sarah Vine criticou o livro em sua coluna no Daily Mail: “Ao tentar melhorar a vida de uma pequena minoria, nós estamos ameaçando a sanidade das crianças normais — e sim, vou dizer — crianças normais. É hora de acabar com essa tolice.”[iii]

*       *       *

[respectivamente à direita e à esquerda na foto]Já comentamos o estudo “Sexualidade e Gênero: achados das Ciências Biológicas, Psicológica e Social”, publicado na revista “The New Atlantis” por dois dos principais estudiosos sobre saúde mental e sexualidade da atualidade, os Drs. Lawrence Mayer e Paul McHugh [respectivamente à direita e à esquerda na foto]. Nesse trabalho, eles constataram que “apenas uma minoria de crianças que sofrem de identificação com o gênero continuará a ter o mesmo problema na adolescência ou na idade adulta.”

Os Drs. Lawrence e McHugh demonstram também preocupação com a intervenção médica proposta para crianças: “Estamos preocupados com a crescente tendência a incentivar as crianças com problemas de identidade de gênero para a transição ao seu gênero preferido através de procedimentos médicos e, em seguida, cirúrgicos. Há pouca evidência científica sobre o valor terapêutico das intervenções, como atrasar a puberdade ou modificar as características sexuais secundárias dos adolescentes.” Os membros da população transgênero também estão em alto rico de sofrer problemas de saúde mental.

Apesar desses abalizados estudos, continua a existir um forte lobby da agenda homossexual para propagar a famigerada Ideologia de Gênero no mundo inteiro. Por quê? Qual o interesse disso?

Só pode ser uma revolta contra Deus, que fez o homem à Sua imagem e semelhança. Nesse sentido, tal ideologia parece ter sido inventada pelo próprio demônio, que tenta destruir a todo custo a obra do Criador.

____________

Bibliografia:

[i] https://www.lifesitenews.com/news/uk-children-starting-at-age-7-will-study-reading-writing-gender-transitioni

[ii] http://www.educateandcelebrate.org/

[iii] http://www.dailymail.co.uk/debate/article-4031432/Gender-children-death-common-sense-SARAH-VINE-vocal-transgender-lobby-threaten-sanity-normal-youngsters.html

1 comentário para Ideologia de Gênero para crianças

  1. Ariosvaldo Araújo Responder

    12 de novembro de 2018 à 3:00

    Muito interessante, gostaria de saber como colocar meus filhos no aprendizado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *