Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Incompreensíveis elogios de Francisco à Cuba comunista

Gonzalo Guimaraens - Destaque Internacional (*)

O Papa Francisco e Kirill, patriarca da igreja cismática ortodosa russa, assinaram no dia 12 p.p. uma declaração conjunta. À direita, alguns agentes de tal igreja russa e o ditador de Cuba, Raul Castro (à esq. da bandeira da ilha-prisídio).

O Papa Francisco e Kirill, patriarca da igreja cismática ortodoxa russa, assinaram no dia 12 p.p. uma declaração conjunta em Havana. À direita, alguns agentes de tal igreja russa e o ditador de Cuba, Raul Castro (à esq. da bandeira da ilha-presídio).

1. O Papa Francisco e Kirill, patriarca ortodoxo de Moscou, em documento conjunto assinado em Havana [foto acima], tentam justificar o local escolhido alegando, entre outras coisas, que Cuba seria “um símbolo de esperança no Novo Mundo”.

2. Sinceramente, não se compreende em que sentido uma ilha-prisão comunista, com quase 60 anos de sinistra existência, poderia ser considerada como símbolo de “esperança”.

3. Com efeito, trata-se de uma prisão subjugada pelos mesmos carcereiros que perseguiram os anticomunistas com centros de “reeducação”, cárceres, e até mesmo com o famoso “paredón” de fuzilamento para se livrar de jovens católicos, muitos dos quais — é de justiça lembrá-los — morriam bradando “Viva Cristo Rei! Abaixo o comunismo!” É a mesma prisão que, com o consentimento de bispos submissos aos carcereiros e o silêncio da própria diplomacia vaticana, continua perseguindo os católicos por meio de torniquetes legais e constitucionais iníquos, que qualificam como “punível” (Constituição, art . 62) o simples fato de se opor em nome da fé, ainda que verbalmente, aos objetivos do comunismo. Uma prisão que atualmente combina repressão institucional com sofisticados métodos policialescos de repressão física e psicológica.

Francisco e Kirill 34. Francisco, em posterior conversa com os jornalistas, disse que o texto assinado por ambos não é uma “declaração política”. Entretanto, pelo menos no que se refere à Cuba comunista, a própria declaração se encarregou de politizar esse delicado tema.

5. O pontífice disse ainda aos jornalistas que não queria sair do país sem antes manifestar um “sentimento de agradecimento” ao ditador Castro, elogiando sua suposta “disponibilidade ativa”. E concluiu afirmando que, “se continuar assim, Cuba será a capital da unidade”. Trata-se de uma conclusão particularmente incompreensível, pelo fato de a ilha-presídio ter sido e continuar sendo a capital da desunião e da discórdia no seio das Américas, mediante a constante difusão de germes revolucionários.

6. No tocante à Cuba comunista, tanto a declaração conjunta quanto as mencionadas palavras de Francisco não fazem senão aumentar e prolongar o sofrimento dos desditosos habitantes da ilha-prisão, que presenciam a incompreensível benevolência dos Pastores para com os lobos cubanos. Os defensores da liberdade no mundo inteiro têm o direito e até o dever de apontar publicamente essa situação paradoxal, de modo invariavelmente respeitoso, mas firme.

_______

(*) Notas de “Destaque Internacional” — uma visão “politicamente incorreta” feita a partir da América do Sul. Documento de trabalho (Domingo, 14 de fevereiro de 2016). Este texto, traduzido do original espanhol por Paulo Roberto Campos, pode ser divulgado livremente.

Links relacionados:

Encontro Francisco–Kirill: preocupantes dimensões políticas

http://www.cubdest.org/1606/c1602kirille.htm

Francisco e Cuba (15 itens)

http://www.cubdest.org/1606/c1601francisco15arts.htm

9 comentários para Incompreensíveis elogios de Francisco à Cuba comunista

  1. MARIO HECKSHER Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 11:59

    Realmente, diante desses fatos inacreditáveis, só se pode inferir que Francisco ou é comunista ou é louco. Kirill, já sabemos, está submetido ao governo russo. Dizem até que, nos velhos tempos da URSS, era fortemente ligado à KGB.
    Ontem, a Rede Globo noticiou que Francisco, Kirill e Fidel estavam discutindo sobre como combater a “pobreza no mundo”.
    Como já disse, parece coisa de louco, querer discutir sobre este assunto com o ditador de Cuba, onde o povo está na miséria.
    Caramba, eu esqueci que a culpa da miséria cubana é do capitalismo norte-americanos e não da ditadura comunista dos irmãos Castro!

  2. ari Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 12:43

    É agoniante tal realidade.
    Dói nas entranhas.

    Declarações que nos deixa temerosos.

    Seríssimo

    Deus nos proteja

  3. Decio Goodnews Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 22:33

    O Bolivarismo Zumbi Do Foro No Planalto É Uma Metáfora Da Política Comunista Dos Mortos-Vivos

    As pessoas lutam para melhorar suas vidas, construir seu progresso pessoal, familiar e social: prosperar, progredir. Mas, os políticos zumbis com cabeça feita pela Rússia de Putin e o comunismo chinês se apossaram das instituições democráticas e as submeteram à política do Foro de São Paulo criado pelo comunista Fidel Castro, pelo bolivarista e ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, e pelo comunista Lulla Analfabeto Honoris Causa.

    “Dilma Zumbi”, presidente atual do Foro em Brasília, administra o controle total do aparelhamento político em todas as instâncias da realidade nacional a partir do poder Executivo exercido por ela de forma fraudulenta: Legislativo, Judiciário, Imprensa, MPB, Cinema, produções teatrais, escolas, universidades, noticiários TVvisivos.

    Não é exagero denominar “Dilma Zumbi” porque ela, desde as décadas de 60/70 via organizações terroristas das quais fez parte, está com a mente polarizada pela propaganda comunista da então União Soviética que, através dos grupos terroristas assaltava instituições privadas e públicas para financiar as armas de seu grupo terrorista. “Dilma Zumbi” sequestrou, assassinou, assaltou, roubou, lutou de todas as maneiras, as mais covardes, para implantar no Brasil a ditadura do proletariado.

    Uma vez eleita presidente da República “Dilma Zumbi” traiu todas as instituições democráticas em nome da instalação institucional dessa ditadura usando para isso o dinheiro roubado do BNDES, da Petrobrás e de muitas outras empresas que ainda não estão sendo investigadas pela OPERAÇÃO LATA-JATO.

    Lulla Analfabeto Honoris Causa dirigiu, desde o evento Mensalão, todos os seus políticos subalternos no sentido de saquear o Estado brasileiro instituindo a corrupção como “modus operandi” normal. As instituições do Estado passaram ao controle de seu partido político que, através da corrupção criminosa (roubo, assalto, sequestro patrimonial, assassinato de políticos de seu próprio partido) tudo em nome da instauração do bolivarismo comunista nas Américas.

    Lulla Analfabeto Honoris Causa acredita que o Povo eleitor brasileiro não possui nenhuma condição de saber o que está a acontecer com a superestrutura do poder político, religioso, jurídico e informativo (Imprensa falada, escrita, radiofônica e Tvvisiva: mídias) porque confia no analfabetismo e na desinformação do Povo eleitor brasileiro para continuar a política de saquear as instituições e transferir o patrimônio do Estado brasileiro para seu partido político liderado por elle e dirigido por “Dilma Zumbi” do Foro em Brasília.

    DIA 13/03/2016 ACABE COM ESSA MORDOMIA. COMPAREÇA, VOCÊ, SUA FAMÍLIA, SEUS VIZINHOS, SUA EMPRESA, SUA IGREJA, NA MAIOR E MAIS EXPRESSIVA MEGAMANIFESTAÇÃO CONTRA O REGIME DO COMUNISMO NACIONAL E INTERNACIONAL. ABAIXO A NOMENKLATURA DO PT E DE SUA BASE ALIADA.

  4. Decio Goodnews Responder

    15 de fevereiro de 2016 à 22:34

    A Blindagem De Um Facínora

    O suposto bem que “Lulla Analfabeto Honoris Causa” fez ao Brasil não passou da obrigação institucional de um presidente da República. Afinal elle estava no Palácio do Planalto para isto. O país não se obriga a aceitar todas as baixarias (roubos de patrimônio, política que institucionalizou a corrupção, propinoduto das empreiteiras, roubo de empresas brasileiras para financiar sua Base Aliada,,,). Querem abrigar Lulla na blindagem criminosa que lhe fornece sua quadrilha de políticos facínoras.

    A ditadura lullista pode se comparar à ditadura coreana de Kim Jong-un: elle pode tudo. Manda, desmanda, frauda as eleições de sua candidata para que seja eleita, rouba empresas brasileiras para financiar a corrupção na compra de votos para manter seu partido político a transferir as posses patrimoniais do país para seu partido político.

    Elle pode tudo: mandou matar desafetos políticos que se rebelaram contra a arbitrariedade da condição de prostituição partidária e adesão incondicional aos esquemas de corrupção agenciados pela Casa Civil da presidência da República na época em que seu ministro José Dirceu era o todo poderoso cumpridor das ordens do “chefe dos chefes”.

    Alegam que a Bolsa Família,o maior programa político de compra de votos do planeta Terra, financiado pelo Estado brasileiro, fora uma atitude de grande benefício às classes sociais menos favorecidas. E daí? E daí? A Bolsa Família não fora mais do que uma atitude governamental de proteção financeira mínima aos miseráveis sem eira nem beira que dela precisavam para sair da condição de absoluta miséria.

    Lulla não fez nada mais do que sua obrigação presidencial. Agir como se escorado pelo apoio covarde desses mortos-vivos comedores de mortadela, que são tão analfabetos quanto elle, no sentido de explorar um país com corrupção institucional, roubo do patrimônio do Estado, compra de parlamentares para perpetuação no poder político com apoio congressual comprado, sucateamento da educação, da saúde, disseminação demencial da arrogância pessoal fantasiada de prodigalidade, vulgarização da corrupção para fins pessoais…

    Blindar um sujeito despreparado intelectualmente, sem condições educacionais para saber discernir o certo do errado, apoiar a corrupção institucionalizada por elle e sua Diva Zumbi do Foro no Planalto, é atitude política de uma irresponsabilidade monumental. O BRASIL NÃO MERECE QUE ESSE ANALFABETO CONTINUE A DEMOLIR E ARRUINAR OS BENS POLÍTICO, JURÍDICOS E PATRIMONIAIS DO ESTADO BRASILEIRO. DIA 13/03/2016 ESTEJA PRESENTE!

  5. André Luiz Bezerra. Responder

    16 de fevereiro de 2016 à 5:51

    É realmente muito contraditório mas não sabemos realmente o que eles querem com isso tudo mas penso eu que estão querendo buscar a paz a todo custo mas se for esse o caso será que vale ser prestigiado ?

  6. Mauricio Aragão Responder

    16 de fevereiro de 2016 à 13:52

    A esquerda é radical, cega, raivosa….a direita é radical, cega, raivosa….que coisa difícil….prefiro ficar com as palavras do Papa Francisco, que não é radical,nem cego, nem raivoso.

  7. Nacho Alday Responder

    18 de fevereiro de 2016 à 18:46

    Yo más bien diría lo incomprensible que es no darse cuenta de que Bergoglio no es un Papa sino un Antipapa.

    • Marilda Oliveira Responder

      20 de fevereiro de 2016 à 11:06

      Correto sua colocação. Jesuitas no mundo à serviço de quem? CFR? Comissão Trilateral?…. muito preocupante!

  8. Álvaro Braz Responder

    21 de fevereiro de 2016 à 12:57

    Cuba, reino do anticristo?
    Impressionante a ausência do temor divino! Só age dessa maneira quem pensa que o Inferno não existe – caso do próprio Francisco, que diz que o “Inferno é uma metáfora”.

Deixe uma resposta para MARIO HECKSHER Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *