Luta de classes inspira novos impostos ao PT

O brasileiro médio é o que paga mais imposto na América do Sul, segundo a consultoria Ernst & Young. Mas o PT não está satisfeito e quer agora acrescentar, entre outros, um demagógico “imposto sobre grandes fortunas” aplicável aos proprietários de bens de valor superior a um teto ainda não definido. Segundo tributaristas independentes, trata-se de um evidente abuso e um atropelo às economias familiares. O novo tributo, na realidade, tem um fundo ideológico: “a ideologia vigente que procura opor ricos a pobres”–– escreveu Denis Rosenfield, professor da UFRGS. O imposto é usado pelo PT como uma arma de luta de classes. (Agência Boa Imprensa)