Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Maria Imaculada, obra-prima de Deus

Pe. David Francisquini (*)

Imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia da Basílica do mesmo nome em Salvador (BA), trazida de Portugal pelo primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza.

Imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia, da Basílica do mesmo nome em Salvador (BA), trazida de Portugal pelo primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza.

Ao considerar o universo em sua unidade e variedade, em sua perfeição e esplendor, em sua hierarquia harmônica e matizada, não se pode deixar de admirar nas criaturas a grandeza sem medida de uma ordem perfeita e equilibrada. Na sua simplicidade e alvura, o lírio, por exemplo, foi enaltecido pelo divino Salvador, quando disse que nem Salomão em toda a sua pompa e majestade se vestiu como um deles.

O sol no seu esplendor faz as criaturas ser aquilo que elas são: um encanto inigualável para o próprio Criador, para os anjos e para os homens.  A gota de orvalho, que não existiria ou não seria vista sem a luz, constitui um pequeno mundo de maravilhas, sobretudo quando repousam sobre graciosas e coloridas pétalas de rosa, que nenhuma troca amistosa de cortesias emula em beleza, leveza e graça.

Imaculada ConceiçãoO cristal puro e alvo, atravessado pelos raios do sol é capaz de transformar um ambiente num mundo de fadas. Assim Deus, na sua infinita sabedoria, criou o mundo para cercar o homem de perfeições e de maravilhas que fossem luzes reflexas d’Ele e assim tributar-Lhe as devidas homenagens. Em outro patamar da hierarquia encontram-se as pedras preciosas e semipreciosas, como o jaspe, a esmeralda, a ametista, o brilhante, entre outras.

Entre os metais, o ouro e a prata são símbolos que refletem realidades superiores, mais altas, mais nobres e distintas. Em seguida, podemos contemplar as flores, as plantas, os arbustos e as árvores. Em outro escalão as aves, os pássaros e tudo que enaltece a Deus e proclama a Sua magnificência dentro desta ordem admirável. Há, entretanto, algo mais além, pois tal ordem foi posta por Deus para refletir a Sua obra-prima, Maria Santíssima.

Para utilizar linguagem figurada e simbólica, a Mãe de Deus é um oceano de perfeições e de graças por ser Ela quem é. O grande devoto de Nossa Senhora, São Luís Maria Grignion de Montfort, ao descrevê-La assim se expressou: “Deus Pai ajuntou todas as águas e denominou-as mar; reuniu todas as graças e chamou-as Maria. Este grande Deus tem um tesouro, um depósito riquíssimo, onde encerrou tudo que há de belo, brilhante, raro e precioso, até seu próprio Filho; e este tesouro imenso é Maria, que os anjos chamam o tesouro do Senhor, e de cuja plenitude os homens se enriquecem”.

Imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia da Basílica do mesmo nome em Salvador (BA), trazida de Portugal pelo primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza.Convém ressaltar que Cristo, por ser Deus, não podia ter pecado original. Maria Santíssima foi isenta do pecado por um especial privilégio outorgado pelo próprio Deus, por ter sido eleita para d’Ele se tornar Mãe. Ao agir assim, a Santíssima Trindade fez o caminho inverso da primeira mulher que introduziu o pecado no mundo por sua desobediência, dispondo que Maria fosse o contrário dessa mulher ao inocentá-La e isentá-La da nódoa do pecado original. O que Eva perdeu por orgulho e desobediência, Maria conquistou pela sua humildade e obediência, merecendo que o próprio Deus operasse n’Ela maravilhas.

O Anjo Gabriel denominou-a de “cheia de graças” e Santa Isabel, “bendita entre todas as mulheres”. A inteligência de Maria não se ofuscou, sua vontade não se enfraqueceu, e Ela nunca teve inclinação para o mal. Maria conquistou todas as graças e se tornou agradável a Deus. E pelo privilégio singular de ter sido concebida sem pecado, nasceu imaculada – portanto, com o direito, por nascimento e por conquista, à prerrogativa perfeita de ser Mãe de Deus, para que seu Filho redimisse o gênero humano das consequências do pecado original.

Após afirmar que todos pecaram em Adão, São Paulo sustenta com fundamento que, na vontade de Adão, como chefe e cabeça do gênero humano, se congregavam todas as vontades. Maria Santíssima, fazendo parte do gênero humano, pertenceu a uma raça pecadora, embora sem ter jamais pecado, pois Deus, por privilégio singular, A preservou no primeiro instante de vida de contrair a nódoa original, já que era predestinada a ser a Mãe do Salvador da humanidade. Repugna ao próprio Deus conviver e ser gerado por uma mãe pecadora, pois Jesus Cristo deveria ser a coroa e a perfeição de todas as criaturas.

Por isso a iconografia representa Maria Santíssima esmagando a cabeça da serpente infernal e tendo os braços abertos para indicar que Ela trouxe o Autor da graça, o Redentor divino que nos concedeu a Redenção e nos abriu as portas do Céu. No dia 8 de dezembro, o Papa Pio IX proclamou solenemente o dogma de sua Imaculada Conceição. Encerro este artigo, prestando meu tributo filial à Mãe de Deus, rogando-lhe estender Sua valiosa proteção a todos seus fiéis devotos.

_______

(*) Sacerdote da Igreja do Imaculado Coração de Maria — Cardoso Moreira (RJ)

2 comentários para Maria Imaculada, obra-prima de Deus

  1. Fernando Lopes de Almeida Soares Responder

    8 de dezembro de 2015 à 7:01

    *

    Feito águas do mar
    graças todas ajuntando
    Deus não criou Maria?

    – Luís de Montfort (byFLASh)

    *

    Soneto

    INVEJADAS MÃES?

    – Fernando L A Soares (FLASh)

    Javé, pousando embevecido olhar
    no amor de mãe que vida garantia,
    acima de anjos decidiu criar
    Aquela que seu Filho hospedaria.

    Divina obra-prima faz bufar
    soberbo Lúcifer, contra Maria
    inconfidência insiste em cabalar,
    jamais Rainha humana aceitaria!

    Resgata humanos seres do pecado
    – não fez o diabo de Eva e Adão joguete? –
    co-Redentora oferta do Crucificado.

    Desesperado Judas, o alcaguete,
    acaso aos pés da Virgem Mãe prostrado
    perdão teria, como o herói de Goethe?

    *

    Desfibrados jovens
    irlandeses aprovando
    casamento gay?

    – FLASh

    *

    Soneto

    ODIADA VIRGEM MARIA?

    – Fernando L A Soares (FLASh)

    Rainha humana segue renegando
    rebelde Lúcifer e, astutas metas
    sionista mídia insana executando,
    acaso ainda há católicos ascetas?

    Se odiar à Virgem Mãe é a voz de mando,
    dizendo amar Jesus, falsos profetas
    querem poder político e ao seu bando
    total apoio dão forças secretas.

    Dóceis currais de votos, não preparam
    os “donos da verdade” em seus redutos
    fanáticos sequazes que pescaram

    e outrora doces almas viram brutos
    cristãos que com soberba ensimesmaram?
    Má árvore não pode dar bons frutos.

    – FLASh

    *

    poetafernandosoares@gmail.com
    facebook.com/cronipoeta
    cronipoesias.blogspot.com
    WhatsApp etc 31 9882 5505 Oi?
    .

  2. Mario Hecksher Responder

    8 de dezembro de 2015 à 10:27

    Parabéns ao Padre Francisquini pela bela e justa homenagem a Maria Santíssima.

Deixe uma resposta para Fernando Lopes de Almeida Soares Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *