Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Movimento abortista vinga derrota com profanações

A recusa do aborto na Argentina gerou uma onda de vinganças. Três igrejas de Buenos Aires foram emporcalhadas com pichações e cartazes a favor do aborto. Na paróquia de Santa Maria de Betânia, imagens de Nossa Senhora de Lourdes e de Santa Bernadete foram profanadas. Um cartaz afirmava: “A única Igreja que ilumina é a que pega fogo”. No Santuário de Jesus Sacramentado, um cartaz exigia o fim da união da Igreja com o Estado. Uma ignota Coalizão Argentina pelo Estado Laico convocou voluntários para apostatarem da Igreja; explora os escândalos de alguns clérigos para exigir o banimento dos sinais católicos de locais públicos; pede impostos às paróquias e um novo projeto de matança de inocentes. Recebeu apoio de Mães da Praça de Maio, ativistas da esquerda ligadas ao falecido Fidel Castro, e hoje amparadas pela “mudança de paradigma” do Papa Francisco.

2 comentários para Movimento abortista vinga derrota com profanações

  1. Luiz Guilherme Winther de Castro Responder

    10 de novembro de 2018 à 16:08

    “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, tudo que ligares na Terra será ligado no Céu. Contra ela não prevalecerão as portas do inferno.”
    Portanto, façam o que quiserem, a Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana, mesmo possuindo alguns religiosos desvirtuados que denigrem e ofendem a sua Igreja , outros de sua ala de esquerdistas alienados e ainda fiéis que não a respeitam, permanecerá sendo a única e verdadeira Igreja fundada por Jesus Cristo. Ela poderá ser detratada, perseguida e infiltrada de demônios,jamais será destruída.

  2. Barcelos de Aguiar Responder

    12 de novembro de 2018 à 12:53

    Os ativistas pró aborto arrancam a própria máscara partindo para pichações em igrejas e outros atos que tocam ao sacrílego.
    Já se sabe que o movimento abortista está ligado ao culto satânico inclusive com as crianças abortadas.
    Esses são os “inocentes” pró abortistas. Barcelos de Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *