Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Reparação a Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora AparecidaHélio Dias Viana *

         Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, foi ultrajada no dia 19 de maio, festa de Pentecostes. Tratou-se de uma Missa pela libertação do ex-presidente e atual presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, autorizada e celebrada pelo Pe. João Batista Almeida, Reitor do Santuário. Os assistentes ostentavam camisetas vermelhas com duas gravuras: na frente a de Nossa Senhora Aparecida, e atrás a de Lula [foto abaixo].

Lula foi condenado por dois tribunais, por ter recebido com base em propinas um apartamento tríplex, e por isso cumpre atualmente pena de prisão. No entanto, muitíssimo mais grave é ele ter-se empenhado a fundo para conduzir o Brasil pelas vias do socialismo e do comunismo, ambos condenados pela doutrina católica por serem diametralmente opostos à Lei natural e à Lei de Deus.

Nossa Senhora AparecidaEstá fora de cogitação que o Reitor do Santuário Nacional de Aparecida ignore a esse respeito a doutrina católica. Não pode também ignorar o gravíssimo fato de que, juntamente com Fidel Castro e Hugo Chávez, Lula se empenhou em tornar toda a América Latina socialista, como pode ser constatado em seus muitíssimos pronunciamentos. Seria muito útil à sociedade brasileira, especialmente aos católicos, o Reitor do Santuário de Aparecida esclarecer se está ou esteve de acordo com essa atuação do atual presidiário, cuja liberdade tanto deseja.

Uma sadia reação popular, na qual podemos entrever a intervenção poderosa de Nossa Senhora Aparecida, resultou no impeachment da ex-presidente Dilma, simultaneamente com maior rigor investigativo e processual dos crimes de corrupção. Sem isso, talvez estivéssemos hoje em situação análoga à da infeliz Venezuela, cujo governo ditatorial foi ostensivamente apoiado por Lula e o PT. Devemos à Virgem Santíssima um profundo agradecimento por essa proteção especial. Devemos a Ela também nosso pedido de perdão pelo ultraje que lhe foi feito, além de protestar veementemente pela grave ofensa sacerdotal perpetrada no seu Santuário.**

____________ 

(*) Fonte: Revista Catolicismo, Nº 810, junho/2018.

(**) Publicaremos amanhã matéria a respeito de um pseudo “pedido de perdão” feito pelo Pe. João Batista de Almeida.

4 comentários para Reparação a Nossa Senhora Aparecida

  1. Costa Marques Responder

    1 de junho de 2018 à 12:11

    Isso é um absurdo, um ultrage à Nossa Senhora Aparecida e um ultrage à Santa Missa. Renovar o Santo Sacrificio do Calvario na intenção de libertar Lula, conhecidamente socialista, igualitário, revolucionário, financiador de Cuba, da Venezuela de Chaves e envolvido em tantas operações de Caixa 2 na compra de politicos brasileiros. O PT de Lula é contra a familia, abortista, propulsinador da ideologia de genero.
    Precisa de outra missa de desagravo à Nossa Senhora Aparecida.
    Nota importante: não pense o leitor comum que essa igreja cheia significa adeptos de Lula, quanta gente estava ai pelo meio por Devoção Verdadeira à Mãe de Deus e foi enovelada nessa sacrilega Missa.
    Meu protesto. Costa Marques

  2. Luiz Guilherme Winther de Castro Responder

    1 de junho de 2018 à 17:10

    Meu irmão, suboficial da reserva da FAB e advogado, ligou para a Basílica em Aparecida protestando e foi informado pelo atendente que havia muita gente telefonando e condenando o fato. Aliás, nós somos nascidos em Aparecida e lá fomos coroinhas na Basílica Matriz e eu cheguei a ser seminarista nos redentoristas.
    Posteriormente, o Bispo de Aparecida, o Padre Provincial dos Redentoristas da Província de São Paulo e o próprio Padre Reitor, citado no artigo, publicaram um pedido de desculpas pela inconveniente atitude. |Na verdade, deveriam pedir “perdão”!
    Sabe-se muito bem que o político preso foi condenado por ato de corrupção e contra ele ainda pesam mais algumas ações. Ora, o ladrão, o assassino que mata para roubar, o sequestrador, o traficante e outros mais são considerados marginais.
    O que é um marginal? Para mim, é aquele que vive a age à margem da lei, seja quais forem os motivos, as táticas ou modus operandi. Portanto, politicos e empresários presos por corrupção significa que utilizaram meios desonestos para benefício próprio ou de terceiros.Resumindo, são larápios, ladrões, canalhas, verdadeiros pilantras. O agravante de tudo isso é que são pessoas esclarecidas, não são tão ignorantes e têm um nível social de causar inveja à população, cuja maioria vive às custas de seu trabalho. Mas, a ambição descarada não tem limites. Portanto, para mim, tanto o tal político como os outros já condenados e presos nada mais são que verdadeiros marginais. O que roubaram pode ter causado falta de assistência ao povo brasileiro em várias necessidades. Será que alguém não morreu por falta de atendimento médico, de medicamentos, já que o dinheiro era desviado? Ora, esses corruptos podem ser considerados verdadeiros assassinos!
    Além de tudo, o tal sujeito ainda fez de tudo para transformar o país num “paraíso” comunista!
    Tancredo Neves dizia que quando a esperteza é demais ela engole o esperto. No caso do espertalhão preso, acredito que, por ser um iletrado, mas inteligente para o crime, sentiu-se um poderoso, já que massageavam o seu ego e dele tiraram proveitos. Agora, o marginal está pagando a conta.
    O pior de tudo é saber que muitos bispos e padres ainda idolatram o tal canalha.
    Invoquemos a proteção de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora de Fátima, ou seja, invoquemos a proteção da Mãe de Jesus.

  3. Jose claudio cruz vieira Responder

    1 de junho de 2018 à 22:14

    Na qualidade de católico e devoto de Nossa Senhora Aparecida apoio a iniciativa da reparação evreiter meu repúdio ao ato grotesco e blásfemo praticado em São Bernardo.

  4. Antonio Jamesson Nascimento Responder

    2 de junho de 2018 à 4:25

    Pior a emenda do que o soneto. Ao pedir desculpas querem dar a impressão de que não sabiam o que estava se passando??? A Igreja Católica que conheço zela pela hierarquia e pelo fato de que — para “cantar” no terreiro do outro — é preciso pedir licença e ter autorização para tal. O pedido de desculpas sem o esclarecimento adequado deixa as coisas mais estranhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *