Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Segundo Turno das Eleições: saber o que quer

Leo Daniele

Agencia Boa ImprensaVotar é manifestar a própria vontade, e para isso importa saber o que se quer. Este é um princípio geral nobre e óbvio. Ora, nas presentes eleições, muitas vezes o cidadão é tratado como uma criança, que nada sabe distinguir, e que diante de um panorama confuso, ou não toma nenhuma posição, ou recebe passivamente a descrição do candidato como se recebe um produto proposto por um marqueteiro. Com uma diferença: se o produto é analisado com atenção porque em caso de erro vai pesar no próprio bolso, no caso do votante isso vai acontecer provavelmente só depois…

Para se saber o que se quer, cumpre utilizar o trinômio clássico: ver, julgar, agir. Ver com objetividade, sem otimismos nem pessimismos; julgar com critérios fundados (logo adiante darei uma sugestão); e agir, ou seja, voto livre, consciente e patriótico.

No item relativo ao julgar, passo a palavra ao Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, que divulgou recentemente excelente manifesto. Nele estão fixadas as seguintes ideias:

“A defesa da vida humana inocente desde a fecundação até a morte natural, isto é, o rechaço à legalização do aborto, da eutanásia, e das drogas;

  • Defesa da família como Deus a fez: um homem e uma mulher;
  • A não intromissão do Estado no direito dos pais à educação dos filhos;
  • Proteção às propriedades rurais e urbanas, alvo crescente de invasões;
  • Amparo ao agronegócio, esteio de nossa economia;
  • Rejeição à sovietização do Brasil através de “conselhos populares” e “movimentos sociais”.

Sem a adoção desses itens, o manifesto prevê que “o Brasil real e profundo viverá à margem do mundo oficial, sem se sentir representado”.

É triste, mas previsível. Estamos vendo e vivendo isto.

Que Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, tome conta do que é seu e nos proteja, é o que desejamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *