O Brasil arde como o Paço de São Cristóvão

O Brasil arde como o Paço de São Cristóvão

Após trinta anos de uma Constituição carente de representatividade, marcada a fundo pelo utopismo incendiário e despótico do igualitarismo, a Nova República estertora num gravíssimo desacerto entre o Brasil de superfície e o Brasil profundo.     ♦  José Carlos Sepúlveda da Fonseca No dia 2 de setembro último o Brasil foi surpreendido por um incêndio que […]

Em uma semana, dois atentados

Em uma semana, dois atentados

O Brasil ainda sofria os efeitos de um Incêndio devastador em sua História quando o líder das pesquisas eleitorais é esfaqueado durante um comício, a um mês das eleições presidenciais ♦  Frederico R. de Abranches Viotti Alguns fatos impactam a Opinião Pública de um país. Durante mais de uma década, uma seita vermelha governou o […]

Brasil 2018: animar, esse dever urgente

Brasil 2018: animar, esse dever urgente

♦  Marcos Machado   Abordamos nos últimos artigos a única tática que resta à esquerda petista no Brasil: criar confusão e ver se daí consegue pescar em águas turvas. Queremos dar hoje um passo além e cumprir um urgente dever: animar a reação conservadora diante desta cortina de fumaça (do desânimo) que vai se estendendo […]

“Devolvam o meu Brasil”: desafio a esta geração – II (Ainda sobre a brasilidade)

“Devolvam o meu Brasil”: desafio a esta geração – II (Ainda sobre a brasilidade)

Marcos Machado Estamos comentando o significado profundo de um slogan presente nas manifestações do Brasil autêntico que culminaram no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e na pressão pacífica e ordeira a favor da prisão de condenados em 2ª Instância: Devolvam o meu Brasil.   Um slogan malfazejo caiu por terra Favorecida por pseudo-moderados de vários […]

Um imprevisível desfecho para o Estado brasileiro

Um imprevisível desfecho para o Estado brasileiro

Nesta 3ª feira, 29 de novembro, a primeira turma do STF, capitaneada pelo Ministro-ativista, Luís Roberto Barroso [foto], de costas voltadas para o País, atropelando as prerrogativas do Legislativo, espezinhando a Constituição, o Código Penal, o Direito Natural e a Moral, em decisão aberrante abriu as portas para a matança de inocentes até aos três meses. […]