Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Um benéfico e promissor descontentamento geral

Leo Daniele

Av. Paulista, 15 de março de 2015 [Foto PRC]

Av. Paulista, 15 de março de 2015

Decorridas duas semanas, pode-se avaliar melhor o perfil da colossal manifestação de 15 março em São Paulo e em várias capitais, que a mídia tentou minimizar o mais possível nos dias seguintes. Como resumiu muito bem Eliane Cantanhêde, “o Brasil tem agora o antes e depois de 15 de março de 2015” (“O Estado de S. Paulo”, 15-3-15). Ou seja, depois do que aconteceu, o País não será mais o mesmo.

“Exagero”? Resposta única cabível: acorda!

A mídia, sobretudo a de esquerda, tentou e tenta relativizar o que sucedeu.

“Segundo o instituto Datafolha, essa foi a maior manifestação política registrada no Brasil desde o movimento das Diretas-Já, em 1984. Em São Paulo, a Avenida Paulista foi praticamente toda tomada. Grupos organizados discursaram de carros de som para um público predominantemente vestido de verde e amarelo”.

Segundo informações oficiais da Polícia Militar dos diferentes Estados, no mínimo 1,950 milhão de brasileiros foram às ruas, nas capitais e em pelo menos outras 185 cidades do País. E também no Exterior – Nova York, Londres, Paris e Buenos Aires – eles se manifestaram. Houve ainda vários “panelaços”

Um documento do próprio Planalto admite o “caos político” e que “não será fácil virar o jogo” (“O Estado de S. Paulo”, 20-3-15).

Qual a causa profunda dessas manifestações? É a mais importante indagação. Muitos itens podem ser citados, mas há sobretudo uma espécie de denominador comum de tudo. O povo está cansado, está desencantado. Embora o governo sirva de espoleta para as manifestações, há algo de mais geral e mais profundo, pois não se trata apenas de um acontecimento político.

“Se contra este ou aquele aspecto da realidade se enunciam queixas, contra o conjunto dessa realidade, os fatos mais recentes tornam evidente que lavra um incêndio de verdadeiro furor” – dizia Plinio Corrêa de Oliveira a respeito do Descontentamento precursor da queda da Cortina de Ferro. Mudaram os tempos e os personagens, mas os fenômenos se aparentam.

1 comentário para Um benéfico e promissor descontentamento geral

  1. NEREU PEPLOW Responder

    3 de abril de 2015 à 15:22

    Quem viver, verá…. deixará o brasileiro seu “jeitão cordial” de Sérgio Buarque de Holanda??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *