Reforma Agrária – Questão de Consciência

Reforma Agrária – Questão de Consciência

A cidade pode dormir em paz, quando o sentinela está acordado Hélio Brambilla À medida que vão se dissipando as nuvens plúmbeas da pandemia (a maior operação de engenharia social de que se tem registro na História), o mundo vai despertando do lockdown imposto por ditadorzinhos locais e mundiais, e começa a entender o real […]

A arte de esconder o principal

A arte de esconder o principal

Péricles Capanema Em circunstâncias excepcionais pode ser virtuoso encobrir o fundamental. De outro lado, algumas vezes presenciamos o triste artifício de velar o principal, quando deveria estar desvelado. Na mesma direção, agravando, a censurável e até a criminosa maquiavelice de encapotar o principal, cujo conhecimento escarrapachado favoreceria o bem comum. O conto de Pepe Ladino. […]

NUVENS NEGRAS

NUVENS NEGRAS

Péricles Capanema Em 14 de novembro de 2018 divulguei artigo intitulado “Hora de observar o panorama”. Era momento de analisar o que vinha pela frente no País, ponderar possibilidades, alimentar esperanças e, em especial, evitar ilusões. Jair Bolsonaro eleito formava o governo, três semanas depois do segundo turno. O antipetismo que determinou a eleição de […]

Realismo como vacina ao utopismo

Realismo como vacina ao utopismo

Péricles Capanema Espinhos. Abri o jornal (sou espécie em extinção, ainda abro o jornal pela manhã), e tomei um tapa na cara: o PIB brasileiro no segundo trimestre de 2020 teve contração de 9,7% em comparação com os primeiros três meses do ano. Esperada embora, a retração é a maior da série histórica do IBGE, […]

Arroz tem que ser velho e feijão tem que ser novo!

Arroz tem que ser velho e feijão tem que ser novo!

Hélio Brambilla O Brasil sempre teve uma produção variada de tipos de arroz e formas de plantar. As variedades mais conhecidas são originárias da Ásia, muito embora os tupis já o cultivassem nas várzeas, chamando-o de milho d’água. Na Amazônia também se conhece o arroz selvagem, vulgarmente conhecido como arroz de marreca, que nasce nas […]

COMPARAÇÕES ESCLARECEDORAS

COMPARAÇÕES ESCLARECEDORAS

Péricles Capanema Outro título para o artigo: cruzado no queixo — do brasileiro. Podia ser: divagações melancólicas. Uma mais, angústias perenes. Ainda: opção preferencial pelo desmoronamento. Luzes depois da tormenta indicaria resistência ao infortúnio. Tantos mais haverá; depois de respigar algumas ideias do texto, os escassos leitores verão qual escolheriam. Certamente, espero, teriam boas ideias, […]

Advertências necessárias e oportunas

Advertências necessárias e oportunas

Péricles Capanema Dias atrás o empresário Salim Mattar [foto] demitiu-se da Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados. Compreensivelmente, foi enorme o desconcerto, em especial no mercado. Todos sabem, pela sua trajetória era o maior símbolo, junto com o ministro Paulo Guedes, da obediência do governo ao programa enunciado na campanha de apoio à propriedade […]

O agronegócio prospera, apesar do trauma pandêmico e dos ecologistas

O agronegócio prospera, apesar do trauma pandêmico e dos ecologistas

A todo vapor, a agropecuária no Brasil atinge novos recordes e se consagra como celeiro do mundo, o que pareceria inverossímil devido ao coronavírus Há uma agenda mundial dos ecologistas radicais para difamar o agronegócio no Brasil. Apesar dessa mobilização tendenciosa e desleal, nossa produção agropecuária continua de vento em popa. Malgrado os efeitos da […]

FASCINAÇÃO RECÍPROCA

FASCINAÇÃO RECÍPROCA

Péricles Capanema A França tem nova embaixadora no Brasil, Brigitte Collet [foto ao lado]; assume o posto em momento de dificuldades nas relações entre os dois países. Passo ao lado dos assuntos espinhosos, não têm relação próxima com o tema de que vou me ocupar. Objeto também espinhoso. As matérias rugosas precisam ser ventiladas. A […]

Fugindo do óbvio

Fugindo do óbvio

Péricles Capanema O ministro José Luís Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tocou em ponto delicado, silenciado e óbvio: “Temos preocupação que a facultatividade [do voto] possa produzir a deslegitimação dos eleitos na possibilidade de um elevadíssimo índice de abstenção”. Depois, aludiu a questão circunstancial: “Embora ache que deva se considerar, sim, uma eventual […]

1 2 3 35