Santo Sudário: cientistas querem teste sério de carbono-14

Segundo o diário “Los Angeles Times”, os cientistas John e Rebecca Jackson, de Colorado Springs (EUA), obtiveram o apoio da Universidade de Oxford para solicitar ao Vaticano novas análises do Santo Sudário de Turim, com base no carbono-14. John foi um dos especialistas que não acreditaram na fraude montada para desclassificar o Santo Sudário com uma análise, hoje desconsiderada, com carbono-14. Tal análise foi estranhamente aceita, sem discussão, pelo então Cardeal-Arcebispo de Turim, Anastácio Ballestrero, e por ele anunciada ao mundo. Christopher Ramsey, chefe do acelerador de radiocarbono de Oxford, ponderou que “há um mundo de outras evidências que sugerem que o Sudário é mais antigo do que as datas apontadas pelo carbono-14”. O estudo do Santo Sudário levou Rebecca Jackson, que foi judia ortodoxa, a se converter à Igreja Católica.