Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

Meninas satanistas  planejavam crime

States♦  Plinio Maria Solimeo

            Escrevemos há dias um artigo mostrando como estão crescendo no mundo a bruxaria e o culto ao demônio, dando como exemplo os Estados Unidos.

Grave em si mesmo, o problema adquire agora gravidade ainda maior, pois está atingindo inclusive  as crianças.

Com a popularização da internet, a propaganda satânica ficou acessível  a todas as idades. É o que explica o caso que vamos narrar, ocorrido recentemente na terra do Tio Sam.

Há poucos dias, na Escola Média de Bartow, na Flórida [foto acima], duas meninas de 11 e 12 anos, adeptas do culto ao demônio, planejaram um atentado visando matar pelo menos 15 colegas da escola num ritual satânico.

A tragédia só foi evitada porque um aluno  alertou na véspera um dos professores, revelando-lhe que ouvira de uma das meninas que “algo mau” ocorreria no edifício da escola no dia seguinte. Os diretores pediram então a presença de policiais extras nesse dia, para o que desse ou viesse.

De acordo com as investigações feitas depois pela polícia, foram descobertas mensagens entre as duas meninas, detalhando os planos do ataque. A última mensagem dizia: “Hoje a saúde diminui. Graças a Satanás, estaremos fazendo isso daqui a pouco”.

States Ocorreu também que a mãe de uma delas recebeu um chamado alertando-a de que sua filha não estava na escola no segundo período. Ela ligou então para a direção do estabelecimento dizendo que sua filha tinha que estar lá.

A equipe da escola começou imediatamente a procurar no campus. Encontraram as duas meninas em um banheiro com uma taça na mão, que um administrador suspeitava estar sendo usada para consumir álcool. Levadas ao escritório do diretor, obrigaram-nas a esvaziar os bolsos, e neles encontraram facas e um afiador. Em suas mochilas foram encontradas várias armas, inclusive um cortador de pizza e uma faca de açougueiro [foto ao lado]. As duas menores admitiram que planejavam matar os colegas quando eles entrassem no banheiro.

O chefe da polícia local disse [foto abaixo]: “Felizmente elas foram interceptadas pela direção da escola quando se escondiam em um banheiro durante o horário da aula, antes que pudessem levar avante seus planos.” E acrescentou: “Elas afirmaram que queriam matar pelo menos 15 pessoas, e estavam esperando no banheiro para encontrar as crianças menores, que poderiam dominar, para serem suas vítimas.”

States            Quando lhes perguntaram sobre a motivação desse gesto insano, disseram à polícia que eram adoradoras de Satanás. Segundo os policiais, elas planejavam beber o sangue de suas vítimas na taça que foi encontrada [foto abaixo]. Também pensavam comer sua carne e deixar partes do corpo na entrada da escola, antes de se matarem.

Na declaração que fizeram na prisão, elas afirmaram que queriam “matar todos esses estudantes, na esperança de se tornarem mais pecadoras, assegurando que depois que cometessem suicídio […] iriam para o inferno, para que pudessem estar com Satanás”.

As duas meninas foram presas e removidas do campus. Seus nomes não foram divulgados por serem menores de idade.

States            A polícia diz acreditar que os pais delas não tinham conhecimento de sua trama nem de seus ideais satânicos, o que leva a supor que elas se entregaram aos mesmos através de sites satânicos da Internet.

Ambas foram presas, acusadas ​​de conspiração para cometer um assassinato, posse de armas na propriedade da escola e perturbação do campus. Os promotores decidirão se as meninas serão julgadas formalmente como jovens ou como adultas. Elas estão atualmente sob a custódia policial.

A direção da escola disse que durante a semana haverá policiais extras no campus, para ajudar a manter a calma na escola.

Como puderam duas meninas se entregar tão radicalmente e sem guia ao culto de Satanás?

Certamente pela liberdade que tinham de navegar a seu bel-prazer nas páginas da Internet, sem nenhuma vigilância paterna, seguindo a mentalidade moderna de não contrariar os filhos nem levar ninguém pela compunção.

Que este fato tão terrível sirva de advertência aos pais para que controlem o uso que seus filhos fazem da Internet.

Além disso, o horrível fato nos permite avaliar o ponto a que chegaram a descristianização do Ocidente e a perda das noções mais elementares do bem e do mal.

____________

Fonte: Satan-worshiping girls planned to kill middle school classmates, drink victims’ blood, disponível em https://www.abcactionnews.com/news/region-polk/bartow/pd-2-satan-worshiping-girls-armed-with-knives-plotted-to-kill-15-students-at-middle-school-

6 comentários para Meninas satanistas  planejavam crime

  1. José Antonio Rocha Responder

    6 de novembro de 2018 à 8:36

    Mas, Deus é mais forte que todo o mal. Jesus Cristo venceu o mundo, a morte e o pecado. O coração imaculado da Virgem Maria triunfará. Não tenhamos medo. Os escravos de satanás não vencerão. Amém.

  2. Tadeu de Jesus Giatti Responder

    6 de novembro de 2018 à 10:14

    Deus nos livre do satanismo!!! Se fosse no Brasil, essas “meninas” seriam libertadas no mesmo dia, tudo em nome do “eca” (Eca!!!!). Tudo em nome do maldito “politicamente correto”. Infelizmente, o satanismo alastra-se como erva daninha e maldita em todos. Se não tivermos as armas do combate espiritual – o Santo Terço, a assistência diária à Santa Missa, e a Proteção de Maria SSma. – facilmente caímos nas garras do “pai da mentira” e nosso inimigo. Que os santíssimos Corações de Jesus e Maria nos protejam de nosso eterno inimigo!!!

  3. MARIO HECKSHER Responder

    6 de novembro de 2018 à 13:48

    Se as famílias se afastam do Cristo Salvador, ficam expostas a esses males.É o que acontece nos dias atuais. E o clero, com poucas exceções, não se engaja nisto. Estão preocupados com outras coisas.

  4. Eduardo Araújo Responder

    6 de novembro de 2018 à 15:22

    Terrível. Simplesmente pavoroso.

    A respeito da falta de vigilância (displicência) dos pais em relação ao que os filhos lêem na internet, lembro que existe toda uma parte embrenhada nessa rede, conhecida por “deep internet”. Dizem que se vê de tudo de ruim por lá e, de repente, foi onde as meninas encontraram material satanista.

    Os pais de hoje – não todos, claro – parece ter filhos apenas por questão se status, de aparentar aos outros serem bem sucedidos na vida pessoal. No mais, a impressão que se tem é que querem se livrar da “chatice” de participarem obstinada e ativamente do crescimento dos filhos. Daí, internet, celular, servem muito a esse egoísmo.

  5. Costa Marques Responder

    7 de novembro de 2018 à 12:33

    Boa parte ou grande parte da culpa vem do fato de que os Senhores Bispos norteamericanos se preocupam com a imigração e se esquecem dos Valores Morais, da formação religiosa dos fieis, se bem que a Igreja Católica seja minoritaria — mas influente — naquele Pais.
    E outra parte vem do liberalismo que permite liberdade para tudo em materia de filmess, tv, internet.
    Nesse sentido é muito louvável as campanhas de protesto a culto satânico, nos EUA, promovido pela TFP americana.
    Basta acessar http://www.tfp.org
    Costa Marques

  6. Luiz Guilherme Winther de Castro Responder

    8 de novembro de 2018 à 18:11

    “Como puderam duas meninas se entregar tão radicalmente e sem guia ao culto de Satanás?
    Certamente pela liberdade que tinham de navegar a seu bel-prazer nas páginas da Internet, sem nenhuma vigilância paterna, seguindo a mentalidade moderna de não contrariar os filhos nem levar ninguém pela compunção.”
    Não seriam as modernas teorias pedagógicas que pregam liberdade de pensamento, que as crianças e jovens tem de aprender a ter autocrítica, a pensar por si mesmos, a descobrir as coisas, o mundo? Se até um animal doméstico precisa ser ensinado, treinado, por que uma criança, ainda sem a capacidade de viver sozinha sequer, não pode ser ensinada, orientada, educada e recebendo informações adequadas à idade dela, sabendo-se também que a capacidade de aprendizado pode variar de uma criança para outra? Certa vez, numa entrevista de televisão, eu vi um professor famoso de universidade, não direi o nome por medo de estar equivocado, dizer o seguinte, quanto perguntado: “O pedagogo é a desgraça do ensino”. – É claro que ele se referia às teorias modernas e até esquerdistas e ainda aos pedagogos teóricos, aqueles que nunca pisaram em uma sala de aula. São apenas inventores de teorias e criadores de neologismos. Concordei com ele.

    ____________

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *