Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

SÃO PIO X — 1914 / 2014

Paulo Corrêa de Brito Filho

 

SÃO PIO X — 1914 / 2014         Comemora-se neste mês o centenário da morte do Papa São Pio X, canonizado por Pio XII em 1954. A revista Catolicismo (*), que ao longo de sua história sempre exaltou a figura e a obra daquele imortal Pontífice, não poderia deixar de fazê-lo nesta magna data, relembrando sua extraordinária estatura moral, que marcou profundamente o mundo e continua a marcá-lo até os presentes dias.

Para esse efeito a matéria de capa da edição deste mês reproduz textos selecionados do Prof. Plinio Corrêa de Oliveira — inspirador e principal articulista de Catolicismo até seu falecimento em 1995 — sobre aquele santo varão, cujo pontificado (1904-1914) representa grande glória para a História da Igreja.

Na primeira parte, o leitor encontrará uma admirável síntese biográfica e o sentido profundo da obra do homenageado, ressaltando seu empenho em promover a devoção eucarística e o culto litúrgico, a instrução religiosa e catequética, bem como em defender os direitos da Igreja na esfera pública. É ressaltada também a benéfica ação sobrenatural exercida por São Pio X sobre aqueles que dele se aproximavam.

A segunda parte da matéria é dedicada a descrever a doutrina e os métodos empregados pela heresia modernista, condenada energicamente pelo santo Pontífice depois de baldados seus ingentes esforços para converter os líderes dessa corrente à ortodoxia católica.

Mediante a fulgurante Encíclica Pascendi dominici gregis, promulgada em 1907, São Pio X denunciou os fautores da conspiração modernista, que tentavam adulterar o Magistério tradicional da Santa Igreja e cujos erros disseminavam nos próprios ambientes da cidadela católica.

Ele desmascarou assim os fautores dos erros, denunciou suas táticas, revelou a extensão da conspiração, e estigmatizou a doutrina modernista como sendo a “síntese de todas as heresias”.

Infelizmente, com grande pertinácia, os modernistas rejeitaram submeter-se à autoridade da Igreja. O Papa então, para defender a Igreja e os fiéis, sentiu-se obrigado a condenar nominalmente os principais chefes do movimento.

A matéria reproduz também alguns trechos da Pascendi, os quais, além de apresentar aspectos da doutrina modernista, põem em evidência o péssimo estado de espírito dos hereges; e se detêm na explanação de sua tática de proselitismo, especialmente a dissimulação.

Nos dias de hoje, os católicos desejosos de se manterem fiéis à doutrina sempiterna da Igreja enfrentam um inimigo tão virulento e ardiloso como o modernismo: o progressismo católico, que apresenta claramente desvios modernistas adaptados às circunstâncias atuais. Assim sendo, devemos pedir instantemente ao glorioso Papa São Pio X que nos conceda sua firmeza doutrinária, sua energia e providencial perspicácia para discernir e rejeitar a investida do progressismo dito católico.

____________

(*) http://www.catolicismo.com.br/

2 comentários para SÃO PIO X — 1914 / 2014

  1. Pe. José Roberto Nogueira Pereira Responder

    24 de agosto de 2014 à 20:57

    Solicito que me enviem um exemplar desta revista sobre São Pio X, e me informem o preço com o frete. Grato. Pe. José Roberto Nogueira Pereira – Praça Santo Antônio, 5 – Centro – Cristina – MG – CEP: 37 476 000 – Fone: 35 3281 1014.

  2. Antônio Carlos Faria Paz Responder

    7 de outubro de 2014 à 16:42

    Sou católico, 48 anos, casado, pai de família, estudioso de assuntos católicos, arquivista e pesquisador, fazendo estas tarefas por idealismo. Como parcos são meus recursos financeiros para aquisição de publicações, venho “suplicar-lhes” a bondade da remessa, a título de “DOAÇÃO”, de um exemplar da Revista Catolicismo, do mês de agosto deste ano, acerca do Centenário de São Pio X, sem nenhum ônus para mim.
    Sou devotíssimo de São Pio X, o grande Papa.
    Agradeço desde já a atenção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>