Coronavírus serve de pretexto para ecologistas catastrofistas

O ecologismo não perdeu a ocasião, e logo começou a manipular o medo do coronavírus. O ex-vice-presidente americano Al Gore ‘descobriu’ o elo entre o aquecimento global e a pandemia…

Por sua vez, Bill Gates, enquanto prega que os polos estão derretendo e os mares invadirão os litorais, comprou uma casa de 43 milhões de dólares numa praia da Califórnia…

A CNN, outra pregoeira de catástrofes, construiu grandes instalações às margens do rio Hudson [foto acima]; outro investimento estranho, pois cientistas que a própria emissora considera sérios afirmam que essa região deveria se encontrar submersa desde 2015…

Depois de ver negadas pela própria natureza todas as suas previsões, a CNN adiou-as para 2030: “O planeta se precipitará em extremas secas, incêndios florestais, enchentes e reduções dramáticas de alimentos para centenas de milhões de pessoas”

Como não se cumpriu nenhuma das ameaças com que aterrorizaram o mundo, quem acreditará no que dizem agora?