Durante a covid-19, o que Cuba exportou não foi saúde

Quando eclodiu a pandemia, diversos políticos latino-americanos pediram médicos cubanos. O escritor Carlos Manfroni [foto] perguntou: Por que esse fascínio por Cuba como centro de medicina, quando suas práticas são uma fraude?

Os documentos com relatos de fuzilamentos, encarceramentos políticos e torturas enchem milhares de páginas. O escritor ressalta que, embora esse método criminoso ideológico seja o contrário da saúde, ele é o grande item da exportação cubana, e apresenta inúmeros e estarrecedores exemplos. No cárcere de Holguín não há remédio, e os presos reclamam da superlotação em plena pandemia.

Mas a grande mídia, tão ávida em criticar sem nenhuma base sólida os serviços sanitários dos países livres, finge desconhecer esses fatos tenebrosos. E os ideólogos de esquerda insistem em pedir médicos cubanos para combater o coronavírus!