Mais um fiasco na Cúpula do Clima

Convocados pelo presidente norte-americano Joe Biden, 40 chefes de Estado e de Governo tiveram uma reunião virtual nos dias 22 e 23 de abril deste ano, na qual prometeram aquilo que é impossível ao homem: conter as mudanças climáticas.

Um membro da delegação espanhola, que não declinou seu nome, disse que país algum tem qualquer plano, e apenas três anunciaram novas reduções de emissões de gases estufa.

A China, proclamada a nº 1 na luta para “salvar o clima”, sequer revelou ter feito alguma coisa nesse sentido.

A Cúpula do Clima foi um fracasso para o novo presidente americano e sua agitação contra as mudanças climáticas. Mas o ditatorialismo ecologista insiste em propostas utópicas e sempre mais estatizantes.