No Peru, a China torna-se proprietária da maior jazida de cobre

A mina de cobre do Monte Toromocho (Peru), com potência para tornar-se a mais produtiva do mundo, com reservas de 2 bilhões de toneladas, foi vendida pelo presidente Alan Garcia à China, informou a BBC de Londres. A China pretende eletrificar todo o seu território, com o cobre peruano por um preço 20 vezes inferior ao de mercado. A atual população do Monte Toromocho será removida da região. A China deita assim mais uma garra de sua política expansionista na América do Sul. Obviamente, as esquerdas latino-americanas não protestaram, e os militantes ecologistas também ficaram indiferentes. Tivesse a mina sido concedida a uma firma ocidental, eles provavelmente fariam protestos no mundo inteiro. (Agência Boa Imprensa – ABIM)