Venezuela: miséria na terra e no ar, no presente e no futuro…

Agencia Boa Imprensa

As companhias aéreas nacionais e internacionais suspendem seus voos na Venezuela porque seus fundos foram bloqueados pelo governo chavista inadimplente. Não se consegue sair da Venezuela sem pagar uma fortuna por causa dos controles de câmbio. Em terra, os jornais têm que reduzir suas páginas por falta de papel, e nos supermercados os cidadãos fazem intérminas e humilhantes filas para obter papel higiênico e outros produtos.

Estudo da Universidade Católica Andrés Bello calculou que entre 2005 e 2010 pelo menos 143 mil venezuelanos emigraram, sobretudo para os EUA e a Espanha. O total dos emigrados na era chavista já atinge pelo menos 530 mil. A emigração é um dos horizontes mais considerados pelos jovens universitários.

Diversos sites fornecem conselhos e informações para emigrar. Esse é o resultado da “democracia” chavista, fiel réplica da castrista e que alguns líderes populistas na América do Sul tentam empenhadamente imitar.